Uma análise de risco e retorno baseado no modelo de Fama e French para fundos de investimentos em ações brasileiros com gestão ativa no período de 2000 a 2011

Ricardo Orso, Roberto Meurer
2013 Revista de Economia e Administração  
Dedico o presente trabalho a meus pais, Waldir e Léa, pela confiança e suporte incondicional. AGRADECIMENTOS A Deus, por me abençoar com saúde e paz de espírito. A meus pais, irmãos e amigos que sempre estiveram ao meu redor alimentado minhas esperanças. A meu professor orientador Roberto Meurer, não apenas pela dedicação e confiança em meu trabalho, mas também pelos diálogos fora da sala de aula que ajudaram muito para minha formação acadêmica. Sinto-me privilegiado por ter tido como
more » ... tido como orientador não apenas um excelente professor, mas também um grande amigo. À Evelise Elpo, secretária da Pós-Graduação em Economia da UFSC, pela pessoa carismática e atenciosa que foi comigo durante o mestrado. À Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), pela bolsa de mestrado, imprescindível a minha manutenção na cidade de Florianópolis. Agradeço intensamente as pessoas que tive mais afinidade e companheirismo da turma de mestrado e que jamais esquecerei os bons e maus momentos que passamos juntos. Não tenho dúvida que estas amizades serão para toda minha existência neste plano espiritual. A strong nation and a free nation can only base itself upon education. (HaileSelassie, 1966) Palavras-chave: Beta de mercado; Fatores de Risco; Índice de Sharpe. ABSTRACT The development of Multifactor Model due to unsolved answers by Capital Asset Pricing Model (CAPM) about expected return on the investment portfolio will be the topic addressed in this work. Based on the methodology ofFama and French (1993), the model evaluates whether exposure to the market portfolio of 109 investment funds with actively managed Brazilian equity is captured by the risk factors related to market value and the ratio enterprise value/market value and a long position on these factors outweigh the excess return risk-adjusted for the period February 2000 to April 2011.The main results showed that the risk factor related to the market value has explanatory power in assessing the exposure of investment funds analyzed to the market portfolio, as opposed to the risk factor enterprise value/market value was not statistically significant. There is a significant inverse relationship between the sensitivity of the fund's return to the market portfolio with the purchase of the risk factor market value. The greatest exposure to the market portfolio is not worth the riskadjusted return, funds that were placed in the group with lower market betas obtained superior performance compared to some funds of the group with the highest betas.
doi:10.11132/rea.2013.716 fatcat:3xdm73ixybdypaijjpcc5a7gve