Ricardo Bezaquen, presença no IUPERJ

Maria Alice Resende de Carvalho
2017 Interseções Revista de Estudos Interdisciplinares  
Em 1987, o Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro -IUPERJ era um centro isolado e muito influente de pesquisa e ensino pós-graduado em Sociologia e Ciência Política. Fora criado no final da década de 1960, na vigência da ditadura militar, com uma agenda intelectual dedicada à questão da democracia política, suas instituições e procedimentos. Tal agenda se materializara em pesquisas sobre partidos políticos, dinâmica legislativa, sobre a burocracia e a forma do Estado no Brasil,
more » ... Estado no Brasil, logo complementadas por outras tantas, relativas à questão social brasileira, gênero, raça, pobreza e violência urbana, que, como se sabe, ganhavam destaque no debate público sobre as democracias contemporâneas. Era um centro cosmopolita, com grande número de professores formados em instituições estrangeiras, notadamente norte-americanas, cujo empenho na institucionalização das ciências sociais no país se traduzia num excessivo zelo pelas fronteiras disciplinares. A lógica da especialização disciplinar era dominante, ainda que, vez por outra, tal princípio fosse tensionado por alguma atividade, um seminário ou uma tese defendida. Naquele ano, como desfecho de um processo de discussão sobre a reprodução institucional e a necessidade de ampliação do corpo docente, o IUPERJ resolveu contratar três cientistas sociais mais jovens, ainda em estágio de formação -pois nenhum deles havia defendido sua tese de doutorado -e detentores de trajetórias que não espelhavam exatamente o entendimento majoritário da Casa quanto ao que deveria ser o perfil de um sociólogo ou de um cientista político. Dizia-se que era esse, afinal, o objetivo: trazer para a instituição um novo conjunto de temas e preocupações capazes de fertilizar a produção de conhecimento nas referidas áreas. Mas se a intenção era essa, não deve ter sido consensual... * Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPG-CIS) da PUC-Rio e coordenadora do Núcleo de Estudos e Projetos da Cidade (CENTRAL), no Centro de Ciências Sociais daquela universidade.
doi:10.12957/irei.2017.30427 fatcat:b6kssrxytjc63b42utwaisjikq