VOLUMETRIA E SOBREVIVÊNCIA DE ESPÉCIES NATIVAS E EXÓTICAS NO POLO GESSEIRO DO ARARIPE, PE VOLUMETRY AND SURVIVAL OF NATIVE AND EXOTIC SPECIES IN THE GYPSUN POLE OF ARARIPE, PE

Ci, Fl
2010 Ciência Florestal   unpublished
RESUMO Nos setores industriais e comerciais da região do Araripe, em Pernambuco, a utilização de combustíveis lenhosos está dirigida aos processos de desidratação da gipsita e produção de gesso em suas diferentes tecnologias. Dessa forma, o presente estudo teve como objetivo buscar opções para suprir a demanda por lenha no Polo Gesseiro do Araripe pernambucano, por meio da implantação de povoamentos florestais com espécies nativas e exóticas. O experimento foi instalado na Estação Experimental
more » ... tação Experimental do Instituto Agrônomico de Pernambuco (IPA), utilizando nove espécies, entre nativas e exóticas: (Imburana-Amburana cearense (Allemão) A.C. Sm.; Angico-Anadenanthera colubrina (Vell.) Brenan var. cebil (Griseb.) Altschul; Jurema-Mimosa tenuiflora (Willd.) Poir.; Sabiá-Mimosa caesalpiniaefolia Benth.; Acácia-Senna siamea (Lam.) H.S. Irwin & Barneby; Leucena-Leucaena leucocephala (Lam.) R. de Wit.; Algaroba-Prosopis juliflora (Sw.) D.C.; Ipês-Tabebuia sp.1 e Tabebuia sp.2), em um delineamento inteiramente casualizado com diferentes números de repetições. Foram avaliados os seguintes parâmetros: volume em metro cúbico (m³) e sobrevivência. Com relação ao volume em metro cúbico, o Sabiá teve a melhor produtividade. O Sabiá e a Jurema foram as espécies mais pesadas. E em relação à sobrevivência, Ipê 2 e Imburana tiveram as maiores mortalidades. Desta forma, o Sabiá e a Jurema são as espécies mais indicadas para a produção de lenha em plantios comerciais homogêneos na Chapada do Araripe em Pernambuco. Palavras-chave: espécies arbóreas; volumetria. ABSTRACT In the industrial and commercial sectors of the Araripe Region in Pernambuco, Brazil, fire wood is the used in processes of dehydration and production of gypsum with different technologies. Thus, this study aimed to find alternatives to supply the demand of firewood in the Gypsun Pole of Araripe in Pernambuco through the implementation of forest with native and exotic species. The experiment was installed at the Experimental Station of the Agronomic Institute of Pernambuco (IPA), using nine species, both native and exotic: (Imburana-Amburana cearense (Allemão) A.C. Sm.; Angico-Anadenanthera colubrina (Vell.) Brenan var. cebil (Griseb.) Altschul; Jurema-Mimosa tenuiflora (Willd.) Poir.; Sabiá-Mimosa caesalpiniaefolia Benth.; Acácia-Senna siamea (Lam.) H.S. Irwin & Barneby; Leucena-Leucaena leucocephala (Lam.) R. de Wit.; Algaroba-Prosopis juliflora (Sw.) D.C.; Ipês-Tabebuia sp.1 e Tabebuia sp.2). The design was completely randomized with different numbers of replications. The following parameters were evaluated: volume in cubic meter (m³) and stereo meters (st) and survival. With regard to the volume in cubic meter, Sabia had the best production. The Jurema and the Sabiá were the heaviest species. In relation to survival,
fatcat:kbn7bt7xqfemdh2pzdqotihyci