A morte da criança hospitalizada: estratégias defensivas e de enfrentamento da equipe de enfermagem

Silviamar Camponogara, Jeanini Dalcol Miorin, Gisele Loise Dias, Isis De Lima Rodrigues, Luísa Schirmann Vasconcelos, Ana Lúcia Uberti Pinheiro
2020 Revista M. Estudos sobre a morte, os mortos e o morrer  
Este artigo busca identificar estratégias defensivas e de enfrentamento utilizadas pela equipe de enfermagem frente ao processo de morte da criança hospitalizada. É um estudo descritivo-exploratório de abordagem qualitativa. A coleta de dados deu-se através de entrevista semiestruturada com profissionais da equipe de enfermagem de unidade de Internação Pediátrica de hospital universitário no Sul do Brasil. As estratégias defensivas utilizadas para reduzir o sofrimento foram: não se envolver,
more » ... não se envolver, mudança de foco, tentativa de separação do trabalho de atividades pessoais e diálogo da equipe. A estratégia de enfrentamento foi o apoio espiritual. Conclui-se que os trabalhadores necessitam de apoio psicológico para enfrentarem situações adversas presentes no trabalho. Com isso, ocorre o enfrentamento de situações de sofrimento e redução de efeitos desestabilizadoras no ambiente de trabalho.
doi:10.9789/2525-3050.2020.v5i9.161-172 fatcat:6w3nswbmxna7zedcpbwtv5pmae