Prematuridade e baixo peso entre recém-nascidos de adolescentes primíparas

Ricardo Cristiano Leal da Rocha, Eduardo de Souza, Cristina Aparecida Falbo Guazzelli, Antônio Chambô Filho, Eduardo Pereira Soares, Érica da Silva Nogueira
2006 Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia  
Resumo Objetivos: comparar a incidência de partos pré-termos e de recém-nascidos de baixo peso entre adolescentes primíparas de duas faixas etárias. Métodos: estudo clínico, comparativo e transversal, cuja amostra é composta por um universo de 522 adolescentes primíparas, cujos partos ocorreram com idade gestacional entre 25 e 42 semanas. Tais adolescentes foram divididas e avaliadas em dois grupos, de acordo com a faixa etária -Gprec: de 10 a 15 anos completos (n=104); Gtard: de 16 a 19 anos
more » ... : de 16 a 19 anos completos (n=418). Os dados da pesquisa foram obtidos por meio de entrevista individualizada, sigilosa e ética, no puerpério imediato, e mediante questionário escrito, composto por perguntas em relação ao tempo de gestação em semanas completas e ao peso do recém-nascido. A idade gestacional foi calculada no dia do parto, de acordo com a data da última menstruação confi ável, sendo ainda confi rmada pela ultra-sonografi a mais precoce, de até 20 semanas, ou pelo índice de Capurro do recém-nascido, quando na dúvida dos parâmetros anteriormente descritos. Considerou-se prétermo todo recém-nascido com menos de 37 semanas completas de idade gestacional no parto. Consideraram-se de baixo peso ao nascimento todos os recém-nascidos com menos de 2.500 gramas, sendo que o peso dos neonatos foi aferido pelo serviço de neonatologia logo após o parto. Dessa forma, comparamos a taxa de prematuridade e o baixo peso ao nascimento entre recém-nascidos de adolescentes puérperas primíparas. Para a análise estatística, foi empregado o teste χ² e, para as diferenças localizadas, teste da partição do χ². Adotou-se o nível de signifi cância de 0,05 (alfa=5%), de forma que níveis descritivos (p) inferiores a esse valor foram considerados signifi cantes. Resultados: a taxa de prematuridade não foi diferente entre os grupos da pesquisa (5,8 e 2,6%). A incidência de baixo peso ao nascimento no Gprec (13,5%) foi signifi cativamente maior em relação ao Gtard (3,1%). Conclusões: o grupo de adolescentes primíparas na faixa etária mais jovem (inferior a 15 anos) revelou-se de risco signifi cantemente maior para a ocorrência de RN de baixo peso. Não se verifi cou diferença signifi cante na incidência de partos pré-termos entre os grupos estudados. PALAVRA-CHAVE: Gravidez na adolescência; Prematuro; Recém-nascido de baixo peso Abstract Purpose: to compare the incidence of preterm deliveries, and of low birth weight newborns, among primiparous adolescents, from two age groups.Methods: this is a comparative, cross-sectional clinical study composed of 522 primiparous adolescents whose deliveries occurred at the gestational age of 25 to 42 weeks. The adolescents were divided into 2 groups according to their age; Gprec: from 10 to 15 complete years old (n=104); Gtard: from 16 to 19 complete years old (n=418). The research data were obtained by an individualized, confi dential and ethical interview, soon after delivery; and by a written questionnaire with questions about the gestational age in complete weeks, and about the newborns birth weight. The gestational age was calculated at the delivery day, according to the date of the last trustworthy menstrual period, being also confi rmed by the earliest pregnancy scanning or by Capurro's index, when there were any doubts about the previously described parameters. All newborns with gestational age under 37 weeks at birth were considered preterm babies. The newborn weight was taken by neonatologists immediately after delivery; all newborns with less than 2,500g were considered to be low weight babies. Thus, we compared prematurity rate and low birth weight among newborns from primiparous puerperal adolescents. The χ² test was used for the statistic analysis and the partition χ² test for the found differences. As the signifi cancy level was 0.05 (α =5%), lower levels than that were considered signifi cant. Results: the prematurity rate was not signifi cantly different between the two groups (5.8 and 2.6%). The incidence of low birth weight in Gprec (13.5%) was signifi cantly higher than in Gtard (3.1%).Conclusions: the group with primiparous adolescents under 15 years old showed a signifi cantly higher risk of low birth weight newborns. However, a statistically signifi cant incidence of prematurity between the groups studied was not verifi ed. KEYWORDS : Pregnancy in adolescence; Infant, premature; Low weight newborn Rev Bras Ginecol Obstet. 2006; 28(9): 530-5. Relação entre a pressão muscular perineal no puerpério e o tipo de parto
doi:10.1590/s0100-72032006000900005 fatcat:jqkhei25njbotcde3wmqrfy6nm