Contribuição ao estudo da vascularização arterial do testículo de búfalos da raça Murrah

Milton PASSIPIERI, Vicente BORELLI, Maria Angélica MIGLINO
1998 Brazilian Journal of Veterinary Research and Animal Science  
RESUMO Estudamos o comportamento da artéria testicular, o número e a distribuição dos vasos penetrantes em 30 pares de testículos de búfalos da raça Murrah (Bubalus bubalis), com idade entre 8 meses e 5 anos, procedentes da região de Ilha Solteira, no Estado de São Paulo, mediante a análise de moldes obtidos pela injeção de vinil, na artéria testicular e em seguida corrosão do órgão em ácido sulfúrico a 30%. Encontramos mais freqüentemente (68,4%) a artéria testicular cedendo dois ramos, o
more » ... dois ramos, o cranial e o caudal, com participação equivalente de ambos os ramos na vascularização do órgão (35,0%), ou com predominância do ramo cranial (21,7%) ou do ramo caudal (11,7%). Em outros arranjos, a artéria testicular cede três ramos: o cranial, o médio e o caudal (20,0%) ou ainda número variável de ramos craniais (4 a 7) e caudais (3 a 5) (11,6%) para a vascularização arterial do testículo. UNITERMOS: Testículos; Artérias; Búfalos. quadrantes dorsocaudal (QDCa), dorsocranial (QDCr), ventrocaudal (QVCa) e ventrocranial (QVCr), que obtivemos traçando dois planos perpendiculares entre eles, sendo o primeiro (x) entre as extremidades do órgão, delimitando as metades cranial e caudal, e o segundo (y) no centro da referida glândula, demarcando as metades dorsal e ventral. Como estudo estatístico, realizamos o cálculo da porcentagem e mediana 25 relativo ao número e distribuição dos vasos penetrantes nos diferentes grupos divididos por quadrantes. E para verificar a existência de eventuais diferenças entre os testículos direito e esquerdo, empregamos o teste "t" em nível de 5%. Utilizamos para ilustrar esta pesquisa fotografias de moldes planificados com o auxílio de água aquecida até 45°C, representativos dos diferentes arranjos vasculares observados. RESULTADOS No estudo dos 60 moldes referentes à vascularização arterial do testículo de búfalos (Bubalus bubalis), verificamos que a artéria testicular alcança a superfície do órgão em correspondência à extremidade cefálica e apresenta trajeto subalbugínico, sendo inicialmente recoberto pela cabeça do epidídimo, para acompanhar a margem epididimária, rumo à extremidade caudal do testículo. Neste percurso, no nível do terço dorsal, médio ou ventral do órgão, a arté-INTRODUÇÃO este estudo procuramos examinar, em testículos de búfalos da raça Murrah, o comportamento da artéria testicular e de seus ramos, bem como o número e distribuição dos vasos penetrantes, com o propósito de contribuir para o desenvolvimento da Anatomia Comparativa e obter informações visando facilitar a exploração zootécnica daqueles animais.
doi:10.1590/s1413-95961998000100002 fatcat:d4ln2tdzrrdtnikg3hrkn5ftby