Método FAMACHA® como ferramenta para verificar a infestação parasitária ocasionada por Haemonchus spp. em ovinos

Daniel Gonçalves da Silva, Bruna Martins de Menezes, Arthur Fernandes Bettencourt, Ana Cecília Frantz, Marcele Ribeiro Corrêa, Gabriella Ruszkowski, Anelise Afonso Martins, Larissa Picada Brum, Lourdes Caruccio Hirschmann
2017 PubVet  
RESUMO. O parasitismo gastrointestinal é responsável por grande parte das perdas observadas em criações de ovinos, provocando inúmeros impactos sobre a produção. Diante disso a necessidade do controle destes parasitas dentro de um rebanho torna-se crucial para o sucesso do sistema de criação. O método FAMACHA ® é uma alternativa para o controle das principais parasitoses que acometem os ovinos, desde que acompanhado de outros exames quantitativos como a técnica de contagem de ovos por gramas de
more » ... ovos por gramas de fezes e o cultivo de larvas (coprocultura). Sendo assim, o objetivo do presente estudo foi avaliar a utilização do método FAMACHA ® no controle de helmintos em ovinos naturalmente infectados no campo nativo. A infestação parasitária foi monitorada em intervalos de 21 dias, através do método de contagem de ovos por gramas de fezes e cultivo de larvas para a identificação dos parasitas encontrados no rebanho. Os animais também foram submetidos a avaliação do grau de anemia pelo método FAMACHA ® e, para sua validação, realizado o hematócrito e a verificação do volume globular (VG) (%). Referente a carga parasitária, os ovinos apresentaram contagem de ovos por gramas de fezes, média para a primavera e verão de 949 e 1080 respectivamente. A partir do cultivo de larvas foi possível verificar a ocorrência durante a primavera de 73,25% do gênero Haemonchus spp., seguido por 22,25% de Trichostronylus spp. Com menor ocorrência foram identificados nematódeos dos gêneros Strogyloides spp., Bonostomum spp., Oesophagostomum spp. e Ostertagia spp.. Após a realização do método FAMACHA ® , verificou-se valores médios para primavera e verão de 1,80 e 2,83, respectivamente. Quando realizado o hematócrito, foi possível verificar que o VG obtido no início do experimento (verão) e término (primavera) manteve-se o mesmo (34%), correspondendo a escala 1 (um) do FAMACHA ® . O método FAMACHA ® pode ser utilizado como ferramenta para diagnóstico parasitológico em pequenos ruminantes. Também, destacase que outras técnicas sejam utilizadas concomitantemente para obtenção de um resultado mais apurado, a fim de melhorar a eficiência sobre o controle sanitário do rebanho. Palavras chave: borregas, campo nativo, hematócrito FAMACHA ® method as a tool to check the parasitic infestation caused by Haemonchus spp. in sheep ABSTRACT. Gastrointestinal parasitism accounts for most of the losses observed in sheep farms causing numerous impacts on production. In view of this the need to control
doi:10.22256/pubvet.v11n10.1015-1021 fatcat:txqez4hdsjguvnpl2ekjgihvla