O ENSINO DE QUÍMICA EM UMA PERSPECTIVA INCLUSIVA: proposta de adaptação curricular para o ensino da evolução dos modelos atômicos

Josinaldo Maranhão, Ana Daxenberger, Maria Santos
2018 Revista Ensino Interdisciplinar  
568 MARANHÃO, J. C.; DAXENBERGER, A. C. S.; SANTOS, M. B. H. O ensino de química em uma perspectiva inclusiva: proposta de adaptação curricular para o ensino da evolução dos modelos atômicos. Revista Eletrônica Científica Ensino Interdisciplinar. Mossoró, v. 4, n. 12, 2018. O ENSINO DE QUÍMICA EM UMA PERSPECTIVA INCLUSIVA: proposta de adaptação curricular para o ensino da evolução dos modelos atômicos THE TEACHING OF CHEMISTRY IN AN INCLUSIVEPERSPECTIVE: proposal of curricular adaptation for
more » ... teaching of the atomic models evolution Josinaldo da Costa Maranhão 1 -UFPB Ana Cristina Silva Daxenberger 2 -UFPB Maria Betania Hermenegildo dos Santos 3 -UFPB RESUMO No ensino de química, tem-se verificado poucas metodologias e materiais adaptados que possam contribuir na aprendizagem dos discentes com deficiência, como a cegueira. Neste sentido, o objetivo desta pesquisa foi avaliar uma proposta de adaptação do conteúdo evolução dos modelos atômicos, utilizando materiais alternativos como um recurso didático para auxiliar nos processos de ensino e de aprendizagem de todos discentes. A pesquisa com abordagem quali-quantitativa foi desenvolvida em uma escola pública inclusiva na cidade de Campina Grande/PB; teve vinte e um participantes (sendo um discente cego e outro com baixa visão), do 1º ano do Ensino Médio. Como instrumentos de dados, foram utilizados dois modelos de avaliação e a observação. Constatou-se com os resultados obtidos que os recursos didáticos dos modelos atômicos foram capazes de contribuir nos processos de ensino e de aprendizagem não apenas dos discentes deficientes, mas de todos, independentemente de suas características. Palavras-chave: Recursos adaptados; Química para cegos; Inclusão escolar. ABSTRACT In the teaching of Chemistry there have been few adapted methodologies and material which can contribute to the learning of students with disabilities, such as blindness. In this sense, the aim of this research was to evaluate a proposal of adaptation of the content concerning the atomic models evolution by using alternative materials as a didactic resource to help in the teaching and learning processes of all students. The research with quanti-qualitative approach was developed in an inclusive public school in Campina Grande/PB City; there were twenty-one participants (among them there were a blind student and a low vision student), from the 1st year of High School. Two models of evaluation and observation were used as data instruments. It was verified from the results that the didactic resources of the atomic models were able to contribute in the teaching and learning processes not only of the disabled students, but of all them, regardless of their characteristics.
doi:10.21920/recei72018412568587 fatcat:tiahwnnh3realh7lwldfj5fsby