Heredera de Pedro Madrigal: María de Quiñones, impresora de ingenios áureos

Davinia Rodríguez Ortega
2016 Estudos Ibero Americanos  
Este artigo discute a história da imprensa fundada por Pedro Madrigal em 1585 em Madrid, depois de deixar sua oficina em Salamanca. Após a morte do editor, sucederam-no no manejo das prensas sua viúva, Maria Rodriguez, seu "filho" Pedro Madrigal, Juan de la Cuesta e Maria de Quiñones. Esta última aproveitou uma oportunidade privilegiada de negócios e levou consigo o livreiro Pedro Coello para imprimir comédias após o fim da proibição, em 1634. Assim, da sua impressão surgiram peças de comédias
more » ... peças de comédias de grandes autores da Idade de Ouro como Tirso de Molina, Calderon de la Barca e Lope de Vega, entre outros.
doi:10.15448/1980-864x.2016.3.25853 fatcat:rxwcqetmyzcr7hiayyjobgvtoi