AS DISPUTAS TRABALHISTAS NA ARGENTINA DA PÓS-CONVERSIBILIDADE: UMA ANÁLISE À LUZ DOS DEBATES SOBRE A REVITALIZAÇÃO SINDICAL 1

Lucila Urso
unpublished
Resumo Nos últimos anos, os debates sobre a revitalização sindical adquiriram relevância nos estudos sindicais latino-americanos. Na Argentina, as discus-sões se concentraram na investigação sobre as características que assumem o fortalecimento das organizações sindicais em um contexto individualizado pela reativação do conflito laboral e o incremento de negociações coletivas. Foram ressaltados dois diferentes argumentos: de um lado, aqueles que en-xergam um processo de recomeço do protagonismo
more » ... eço do protagonismo político das cúpulas sin-dicais vinculadas ao Estado e ao partido oficialista, e, pelo outro, aqueles que consideram que paralelamente a esse processo começaram a ressurgir novas comissões internas e grupos de delegados sindicais nos locais de trabalho, perspectiva que também mencionam outros estudos que focalizam o deno-minado "sindicalismo das bases". No marco desse debate, o presente texto analisa os conflitos laborais res-ponsáveis pelas greves no setor privado argentino entre os anos 2006 e 2014, com o objetivo de avaliar o que representam os conflitos laborais na Argentina da pós-conversibilidade e qual é o seu significado como indicador de proces-sos, tais como a revitalização sindical. Ao incluir a totalidade do setor privado, a pesquisa permite analisar a revitalização como tendência geral da dinâmica sindical argentina. Com relação à metodologia, foi utilizada a análise da base de dados e os relatórios elaborados pela Subsecretaria de Programação Técni-ca e Estudos Laborais (SSPTyEL) do Ministério do Trabalho, Emprego e Seguri-dade Social (MTEySS).
fatcat:2yr5ldxtordchkf4el7myvo3xe