Suplementação combinadas de vitaminas C e E com objetivo de redução do risco de doenças

Isaac Dias Bezerra, Raissa de Melo Matos Ferreira, Mayra Conceição Martins Peixoto, Geovana Rocha Plácido, Rogério Favareto, Lilianne Baldoino Monteiro, Erica de Freitas Cabral, Itatiane Catarina Guerra
2020 Research, Society and Development  
Esta revisão objetivou compilar os resultados da utilização da suplementação combinada de vitaminas C e E, seus efeitos antioxidantes aplicados em doenças em geral, pesquisados nos últimos anos e comparar com as dosagens recomendadas pela ANVISA, de forma separadamente, publicadas na Instrução Normativa nº28 de Junho/2018. Foi realizado pesquisa bibliográfica em 2 bases de dados sobre a suplementação combinada e a relação sinérgica existente entre as vitaminas C e E. As dosagens utilizadas
more » ... ens utilizadas pelos pesquisadores foram tabuladas para melhor compreensão e os resultados encontrados foram discutidos e comparados com as recomendações estabelecidas por esta instituição. Conclui-se, que ao elaborar uma legislação com os limites máximos e mínimos de ingestão diária de vitaminas C e E, conforme os subgrupos populacionais, a ANVISA definiu os critérios da designação dos compostos bioativos antioxidantes e regularizou a possibilidade de suplementação combinada destes compostos na redução do risco de doenças por meio do estresse oxidativo. Por outro lado, é responsabilidade do pesquisador e/ou profissional de saúde definir previamente o protocolo de suplementação, considerando a relação sinérgica dos constituintes evitando a geração de efeitos pró-oxidantes, o que possivelmente tende a resultar em efeito adverso ao desejado.
doi:10.33448/rsd-v9i9.6088 fatcat:pgxyz5o6wrb67l7e3sl5n7t4zm