"A casa de vidro": o impulso distópico nas linhas duras de Ivan Ângelo

Thaíse Gomes Lira, Luciane Alves Santos
2019 Literatura e Autoritarismo  
O pensamento utópico não surgiu com Utopia (1516), de Morus, mas a ficção ainda sente a sua influência: o pensamento utopista e a especulação sobre um mundo melhor estimularam a criação de obras que focam a desordem e desarmonia. Na ficção utópica surgem as condições para a Distopia, e aqui analisamos "A casa de vidro" (Ivan Ângelo), um dos textos distópicos originalmente escritos em português. Distopias proporcionam análises social e política, têm aspectos peculiares, surgiram no século XIX e
more » ... am no século XIX e se firmaram no século XX. São marcadas pelo totalitarismo, centralização de poder, plano u/distópico, repressão do indivíduo, controle pela violência, questionamento do status quo, alienação popular; alta tecnologia, liberdade vigiada, (não) heróis banidos. Este fundamenta-se em Arendt (1979), Figueiredo (2009), Foucault (1987), Kothe (1985), Todorov (2013) e Tomachevski (2013). Esperamos que esta pesquisa contribua para novos estudos sobre as Distopias brasileiras e seu poder de análise da sociedade.
doi:10.5902/1679849x34167 fatcat:zzuxrrstmzghpfn37don7ob7oe