Tolerância do girassol a herbicidas aplicados em pós-emergência

Ronaldo Matias Reis, Matheus Freitas Souza, Guilherme Pereira Queiroz, Isadora Garcia Siebert, Daniel Valadão Silva, Evander Alves Fereira, Antônio Alberto Silva
2014 Revista Brasileira de Herbicidas  
Resumo -Para avaliar a tolerância do girassol à aplicação de herbicidas em pós-emergência foi realizado um experimento em casa de vegetação em delineamento inteiramente ao acaso, com cinco repetições. Os tratamentos foram constituídos da aplicação de flumioxazin, fomesafen, lactofen, fluazifop-p-buthyl, fluazifop-p-buthyl + fomesafen, fenoxaprop-p-ethyl + clethodim, haloxyfop-pmethyl, clethodim, chlorimuron-ethyl e isoxaflutole aos 22 dias após a emergência do girassol, além de uma testemunha
more » ... de uma testemunha sem aplicação. Avaliou-se a intoxicação visual das plantas, a altura de plantas, o número de folhas, a área foliar, a matéria seca total e as seguintes variáveis fisiológicas: taxa de assimilação líquida de CO2 (A), condutância estomática de vapor d'água (gs) taxa transpiratória (E), relação entre as concentrações interna e externa de CO2 (Ci:Ca), eficiência instantânea no uso da água (EUA) e consumo de CO2 (∆C). A resposta do girassol foi dependente do herbicida aplicado. Flumioxazin, fenoxaprop-p-ethyl + clethodim, haloxyfop-p-methyl, fluazifop-p-buthyl e clethodim promoveram as menores intoxicações ao girassol, de maneira que a fisiologia e o crescimento das plantas não foram prejudicados. Ao avaliar as características fisiológicas, o fomesafen, a mistura fluazifop-p-buthyl + fomesafen e chlorimuron-ethyl destacamse como os mais danosos à cultura, afetando negativamente as variáveis A, gs, E e ∆C das plantas tratadas com esses produtos. Abstract -To evaluate the Sunflower tolerance to herbicide application in post-emergence was conducted a experiment in greenhouse with design in completely randomized, with five repetitions. The treatments consisted of the application of flumioxazin, fomesafen, lactofen, fluazifop-pbuthyl, fluazifop-p-buthyl + fomesafen, fenoxaprop-p-ethyl + clethodim, haloxyfop-P-methyl, clethodim, chlorimuron-ethyl and isoxaflutole at 22 days after emergence sunflower, and a control without application. We evaluated the visual intoxication of plants, plant height, leaf number, leaf area, total dry matter and the following physiological variables: net assimilation rate of CO2 (A), stomatal conductance vapor water (gs) transpiration rate (E), relation between internal and external concentrations of CO2 (Ci Ca), instantaneous water use efficiency (US) and CO2 consumption 1 Recebido para publicação em 28/
doi:10.7824/rbh.v13i1.262 fatcat:kzqliebfprarbhuk2bh4hy6iim