Efeito de um protocolo fisioterapêutico para as disfunções decorrentes das tendinopatias do ombro

Benjamin Ottobelli Neto, Claudia Carolina Andrade Perea, Fabíola Machinski, Andersom Ricardo Fréz, João Afonso Ruaro, Morgana Carbonera Raimondi
2013 Ciência & Saúde  
RESUMO Objetivo: O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito de um protocolo de atendimento fisioterapêutico para as disfunções decorrentes das tendinopatias do ombro, sendo considerado o impacto destas lesões sobre a função, dor e mobilidade desta articulação. Materiais e Métodos: Sete voluntários com idade entre 20 e 53 anos, com tendionpatia do ombro, foram submetidos a um protocolo fisioterapêutico durante 8 semanas, aplicado 3 vezes por semana com duração média de 45 minutos cada. O
more » ... nutos cada. O protocolo estava dividido em 3 fases. Os objetivos da fase I foram: reduzir o processo inflamatório, a dor, e aumentar a amplitude de movimento (ADM). Na fase II objetivou-se manter e/ou aumentar a flexibilidade e fortalecer os músculos do ombro. Já a fase III teve por objetivo aprimorar o desempenho muscular e ganhar propriocepção. Como métodos de avaliação foram utilizados o Questionário Western Ontario Rotador Cuff Index (WORC), a Escala Visual Análoga (EVA), o Questionário de dor McGill e mensuração da ADM, todos aplicados no início e no final do tratamento. Resultados: A aplicação do protocolo foi eficaz no tratamento dos voluntários, apresentando melhora significativa na função (p=0,0023); redução na EVA (p=0,0142), no índice da dor (p=0,0017) e no número de descritores da dor (p=0,0011). Em relação à ADM, apenas a abdução do ombro não apresentou aumento significativo. Conclusão: O protocolo utilizado neste estudo apresentou resultado positivo no que diz respeito à melhora funcional, a dor e a mobilidade em pacientes com tendinopatias do ombro. Palavras-chave: ombro; tendinopatia; modalidades em fisioterapia. ________________________________________________________________________________________________ ABSTRACT Objective: The aim of this study was to assess the physiotherapy protocol effect in the treatment of shoulder tendinopathy disorders, considering the impact of these lesions on the function, pain and joint mobility. Materials and Methods: A total of 7 volunteers, between the age of 20 and 53 years old, with shoulder tendinopathy, were submitted to a physiotherapy protocol for 8 weeks, applied 3 times a week, for 45 minutes each. The protocol was divided into 3 stages with different goals and modalities. Stage I was realized to reduce pain and inflammatory process and increase the range of motion (ROM). Stage II purposed to increase shoulder muscles flexibility and strength. At stage III, endurance and proprioceptive exercises were done. As evaluation methods, we have used the Western Ontario Rotator Cuff Index (WORC), the Visual Analogue Scale (VAS), the McGill Pain Questionnaire and the ROM measurement. All measures were performed at baseline and at the end of treatment. Results: The protocol was effective in the volunteers treatment, showing a significant improvement in the function (p=0.0023); and a significant reduction in the VAS (p=0.0142), pain index (p=0.0017) and pain descriptors number (p=0.0011). Regarding the ROM, only the shoulder abduction did not significantly increased. Conclusions: The protocol used in this study showed positive results regarding functional improvement, pain and mobility in patients with shoulder tendinopathy.
doi:10.15448/1983-652x.2013.1.10372 fatcat:yipb6jupmfeaho62xhhunqps2y