LEVANTAMENTO QUALI-QUANTITATIVO DE ESPÉCIES ARBÓREAS DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS – UEMG, UNIDADE IBIRITÉ

Viviane Gabriela Gregório França, Marília Rodrigues Pereira Alves, Ariadne Dias Caldas Lopes, Maria José Reis da Rocha
2022 Revista da Sociedade Brasileira de Arborização Urbana  
A arborização urbana desempenha importantes funções ecológicas, estéticas e ornamentais. O conhecimento das espécies arbóreas nativas e cultivadas de uma área urbana pode potencializar as chances de sucesso de ações de manejo e conservação. Neste sentido, este estudo teve como objetivo realizar um levantamento quali-quantitativo das espécies arbóreas da Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG), no município de Ibirité, e elaborar uma chave de identificação para as espécies. Os indivíduos
more » ... m CAP ≥ 15 cm foram marcados com etiqueta enumerada, mensurados e identificados. Em uma área de dois hectares, foram inventariados 218 espécimes pertencentes a 64 espécies, 52 gêneros e 23 famílias, sendo 49,10% das espécies nativas, 45,45% cultivadas e 5,45% naturalizadas. As famílias mais representativas foram Arecaceae, com 14 espécies, Fabaceae (11), Bignoniaceae (6) e Anacardiaceae (4), sendo as demais famílias representadas por três ou menos espécies. Foram registradas espécies arbóreas importantes da flora brasileira, tais como Cedrela fissilis Vell. (cedro), espécie ameaçada de extinção, Cariniana estrellensis (Raddi) Kuntze (jequitibá) e Hymenaea courbaril L. (jatobá). O conhecimento da flora arbórea da UEMG, Unidade Ibirité, permitirá o desenvolvimento de ações educativas que visem à conscientização e à conservação da biodiversidade, tendo em vista os benefícios sociais desencadeados pela diversidade da flora associada em áreas urbanas.
doi:10.5380/revsbau.v17i4.87672 fatcat:rd2kj6mrozbopdljmepdhgmeii