Mito e ciência: construções e reconstruções

Beatriz Teixeira Weber
2007 História, Ciências, Saúde: Manguinhos  
A o longo das décadas de 1980 e 1990, foram apresentadas muitas dissertações de mestrado sobre uma área pouco explorada até então, a saúde pública ou saúde coletiva, nos termos apontados por Maria Alice R. de Carvalho e Nísia Verônica T. Lima (1992). Além dos fatores teóricos que fizeram emergir esses temas, o estudo deles também resultou do crescimento dos programas de pós-graduação em áreas diversas das ciências sociais. Não obstante, tiveram ainda um foco significativo na Escola Nacional de
more » ... Escola Nacional de Saúde Pública, assim como em outros espaços importantes de produção acadêmica, como a Universidade Federal do Rio de Janeiro, a Universidade Federal Fluminense e o Instituto de Medicina Social da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Muitos desses trabalhos permaneceram desconhecidos do grande público, circulando apenas informalmente entre os interessados nas questões que começavam a entrar em debate. 1 A dissertação de Nara Britto é um deles. Publicada inicialmente em 1995 e reimpressa em 2006, supre importante lacuna de reflexão sobre um tema expressivo da história do Brasil e definidor de seus rumos, e colocá-lo ao alcance das gerações que neste século refletem sobre a mesma temática é mérito da Editora Oswaldo Cruz. Nara Britto examina historicamente a construção do mito Oswaldo Cruz. Analisa a literatura produzida após a morte do cientista, em 1917, por seu círculo médico próximo, um conjunto de testemunhos que cristalizaram determinadas imagens associadas à figura do sanitarista. Oswaldo Cruz foi convertido em mito, 'retratado' como herói da nacionalidade brasileira e a ele foram atribuídas qualidades sagradas. Sua glorificação como apóstolo da ciência fez parte de um processo iniciado com a sua morte e difundido a partir de 1918, pela Liga Pró-Saneamento do Brasil. Os médicos e higienistas que integraram esse movimento ajudaram a disseminar na sociedade brasileira um discurso "cujo atributo principal é o de conferir legitimidade às suas ações e interesses científico-políticos" (p.8). O estudo de Britto esclarece a constituição, no Brasil, de uma visão sobre a ciência baseada na figura de Oswaldo Cruz como mito fundador 1 Destaco um dos estudos definidores dessa área e que ainda não foi publicado, a dissertação de mestrado de Flavio Coelho Edler (1992).
doi:10.1590/s0104-59702007000200015 fatcat:jrg4f4mhz5c2xfjy5izdgidvbm