Análise do Potencial Erosivo por Compartimentos Morfopedológicos como Subsídio ao Planejamento do Uso e Ocupação da Terra do Alto Banabuiú - Ceará

Ícaro Breno Da Silva, Lúcia Maria Silveira Mendes
2022 Revista Brasileira de Geomorfologia  
A abordagem morfopedológica delimita compartimentos a partir da relação entre os aspectos litológicos, geomorfológicos e pedológicos, sendo muito utilizada para o diagnóstico e controle dos processos erosivos. A área analisada localiza-se na porção central do estado do Ceará, abrangendo parte das sub-bacias dos rios Patu, Miguel Rodrigues, Bonsucesso e do Meio, compondo o Alto Banabuiú. O objetivo geral da pesquisa é analisar o potencial de erosão laminar da área do Alto Banabuiú a partir da
more » ... partimentação morfopedológica. Dessa forma, para a identificação das áreas com potencial erosivo, decidiu-se pela utilização da análise integrada do meio físico, bem como pela adaptação de metodologias referentes à abordagem morfopedológica. Para isso, foram trabalhados no programa ArcMap 10.2.2, dados matriciais e vetoriais que auxiliaram na produção dos mapeamentos temáticos. Os resultados mostraram com fidelidade as diferentes classes de susceptibilidade e potencialidade à erosão laminar, fato confirmado pelas observações de campo. Predominaram as áreas moderadamente susceptíveis e as de baixo potencial de erosão laminar. Ao longo da área, foi possível distinguir seis compartimentos morfopedológicos, sendo os compartimentos I (241,09 km²), III (89,09 km²) e VI (46,97 km²) os mais vulneráveis aos processos erosivos, o que representa 25,5% da área total. A fim de orientar a gestão da ocupação e do uso da terra, sugere-se que sejam realizadas a recuperação e a preservação das áreas mais críticas, sendo as demais localidades propensas ao uso pela pecuária e culturas perenes e anuais, devendo ser adotadas técnicas de controle de erosão, mecanizadas ou edafovegetacionais, quando necessário.
doi:10.20502/rbg.v23i1.1945 fatcat:yzo5ykrssnbofebcwnjpmsfn5q