VERSOS QUE TERGIVERSAM: RIMBAUD E A POESIA MODERNA

Renato Alessandro, Santos Araraquara
2014 unpublished
Resumo: Tudo é precoce em Rimbaud. Do latim, dominado na infância, até o 'eu é um outro' na adolescência, o grande poeta francês condensou em poucos anos de trabalho literário uma poesia que continua a confundir o leitor até hoje. Palavras-chave: poesia; poeta visionário; poesia moderna. A imensidão poética de Rimbaud "(...) ao meu redor/ Rimas espalho." (Arthur Rimbaud) A febre começou na adolescência e se intensificou aos 17, em Paris. Febre literária. Arthur Rimbaud (1854-1891) ganhou a
more » ... 1891) ganhou a amizade de Paul Verlaine (1844-1896) e um período de criação literária de quatro anos. Nem bem havia feito 21, e veio o abandono e, em seguida, o silêncio. O derradeiro silêncio literário dos 17 anos seguintes; depois, a morte. A morte encerra tudo? Há quase uma década, em 2004, foi comemorado o sesquicentenário do nascimento de Rimbaud, e sua memória permanece muito presente. No Google, hoje, 29 de setembro de 2013, o termo "Rimbaud" apresenta 6.290.000 resultados. É um número expressivo. Ser citado em mais de seis milhões de links diz muito a respeito do interesse que o poeta desperta.
fatcat:nabsdjneijew3cs2qfuzk3ijye