OSTEOPENIA: UM AVISO SILENCIOSO ÀS MULHERES DO SÉCULO XXI

Cláudio Joaquim Borba Pinheiro, Mauro César Gurgel de Alencar Carvalho, Estélio Henrique Martin Dantas
1970 Revista de Educação Física / Journal of Physical Education  
A falta de cultura corporal da população, aliada à necessidade de conhecimento dos profissionais de Educação Física da área de saúde, sobre o valor da atividade física, em uma perspectiva existencial, têm contribuído, de forma negativa, para a evolução da humanidade. As mulheres, na fase de pré-menopausa, vêm sofrendo várias conseqüências por essa falta de cultura, constituindo-se, dessa forma, a problemática motivadora do estudo. Adotou-se, como objetivo, fazer um estudo de revisão literária
more » ... revisão literária sobre osteopenia, seus fatores de risco, suas causas e sua relação com a atividade física. Dotados desses conhecimentos, os profissionais de Educação Física e áreas afins atuarão como agentes multiplicadores, transmitindo e alertando as mulheres sobre a importância de um diagnóstico prematuro, para que o tratamento preventivo seja efetuado, utilizando a atividade física como recurso. A metodologia utilizada foi de revisão literária, situando as atividades físicas como objeto de estudo e mostrando possíveis caminhos, tanto para a prevenção, quanto para o tratamento da osteopenia. Contudo, infere-se que essa problemática poderá ser minimizada e tratada a partir da orientação de profissionais sobre os múltiplos fatores de risco como: idade, sexo, genética e, em especial, aos riscos referentes ao fenótipo, como a nutrição, os vícios, os medicamentos e a falta de atividade física. Pesquisadores de diversas áreas da saúde têm recomendado a atividade física regular para todas as idades, principalmente com sobrecarga corporal para prevenção e tratamento da osteopenia, a fim de evitar a osteoporose.
doi:10.37310/ref.v77i140.327 fatcat:caclyrev5je2lbyugz7cwrwczi