O CORPO COMO "LUGAR DE MEMÓRIA" E ENCENAÇÃO DA DIFERENÇA NA POESIA DE PAULA TAVARES

Edinélia De Souza Cruz
2012 Em Tese  
Neste ensaio, motivado pela poesia de Paula Tavares, interessa-nos pensar a representação do corpo feminino da mulher africana engendrado na e pela<br />memória coletiva como um "lugar de memória", a produção da diferença<br />suscitada por esse embate entre memória coletiva e memória individual e as<br />tensões inerentes a esse processo.
doi:10.17851/1982-0739.18.2.187-197 fatcat:xikf2s6vpzhqjc6oae7wp2kbqe