A MEMÓRIA ORGANIZACIONAL COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO EM AMBIENTES ORGANIZACIONAIS

Juliana Cardoso dos SANTOS, María Manuela MORO-CABERO, Marta Lígia POMIM
2016 Anais do XI Seminário de Pesquisa em Ciencias Humanas   unpublished
RESUMO Informações direcionadas ao negócio são determinantes para que as organizações gerem diferenciais competitivos. As organizações são compreendidas como sistemas que geram, processam e aplicam informações que, por sua vez, podem ser transformadas em ações estratégicas. Este trabalho tem como objetivo apresentar o referencial teórico sobre o potencial da memória organizacional considerada como um recurso gerador de diferenciais competitivos em ambientes organizacionais, desde que seja
more » ... urada para esse fim. Nessa perspectiva, pretende-se apresentar um ensaio de cunho teórico e de natureza descritiva exploratória enfocando a memória organizacional e sua contribuição para a geração de diferenciais. Como resultado, a partir da análise da literatura, pretende-se evidenciar que a competitividade organizacional está diretamente relacionada aos fazeres organizacionais que, por sua vez, se constituem em distintas memórias individuais e coletivas, cujos processos de apropriação, interpretação e de atribuição de significado são compostos de lembranças e esquecimentos. A memória organizacional pode ser considerada tanto uma fonte de pesquisa quanto uma ferramenta de gestão estratégica, que se relaciona com a capacidade de os sujeitos organizacionais incorporarem saberes. A partir da análise de conceitos e definições pretende-se obter uma visão aprofundada sobre a temática, destacando a memória organizacional como insumo fundamental para a geração de diferenciais competitivos, bem como para propiciar inovação em contextos organizacionais competitivos. Palavras-Chave: Memória. Memória Organizacional. Competitividade Organizacional.
doi:10.5151/sosci-xisepech-gt13_89 fatcat:qr777edwgfb73a47jgzysc76aq