Protocolo de avaliação do frênulo lingual para bebês: relação entre aspectos anatômicos e funcionais

Roberta Lopes de Castro Martinelli, Irene Queiroz Marchesan, Giédre Berretin-Felix
2013 Revista CEFAC  
OBJETIVO: verificar quais características do frênulo da língua influenciam nas funções de sucção e deglutição em bebês nascidos a termo, com a finalidade de propor adequações no protocolo proposto por Martinelli et al (2012). MÉTODO: foi aplicado o protocolo de avaliação do frênulo da língua em 100 bebês saudáveis nascidos a termo. Os filmes obtidos na avaliação foram analisados por duas fonoaudiólogas especialistas em MO, com experiência em avaliação de frênulo lingual. Foram aplicados os
more » ... m aplicados os testes Qui-quadrado seguido do teste exato de Fisher, além da análise de variância, considerando os dados qualitativos e quantitativos, respectivamente. RESULTADOS: nos 16 bebês que apresentaram alteração do frênulo lingual, verificou-se a relação entre: a tendência do posicionamento da língua durante o choro e o tempo entre as mamadas; a forma da língua quando elevada e o cansaço para mamar; bem como a fixação do frênulo na língua e o movimento da língua na sucção não nutritiva. Pela análise dos dados dos bebês com alteração de frênulo lingual, foi possível definir as características indicativas de alteração, que possibilitaram a adequação do protocolo inicial, e a atribuição de escores. CONCLUSÃO: a forma da língua, quando elevada durante o choro, influencia o movimento da língua durante a sucção não nutritiva, e o ponto de fixação do frênulo na língua influencia o ritmo da sucção durante a amamentação. O novo protocolo com escores é uma ferramenta efetiva para avaliar e diagnosticar alterações anatômicas do frênulo da língua e suas possíveis interferências na amamentação.
doi:10.1590/s1516-18462013005000032 fatcat:lthpi7xgc5awpkzjgcndh7der4