A relação entre grupos de eventos de aprendizagem e desenvolvimento de competências individuais [thesis]

Wagner Toyama Cassimiro
Embora seja solitário o processo de redação de uma dissertação, seria impossível realizá-la sem o apoio e a colaboração de professores, amigos e família. Antes da imensa fila, agradeço minha querida orientadora, Professora Marisa Eboli. Sua capacidade em me dar liberdade para expandir em idéias, somado a sua capacidade em concatenar minhas divagações para um objetivo foram essenciais para o produto deste trabalho. Ao meu pai, Jonas, e a minha mãe, Lúcia, por me darem a vida, a educação que tive
more » ... a educação que tive desde criança e a valorização do estudo e do esforço. Aos meus irmãos Júnior, Patrícia e Priscila e aos sobrinhos Pedro, Talita e Maria Clara, que quando forem mais velhos entenderão porque o tio não pôde "brincar" tanto com eles neste período. Por algumas vezes escutei: " ossa tio, você tem mais dever de casa do que eu". Aos professores da FEA-USP, em especial aos professores Graziella Comini, Luiz Paulo Fávero e Gerlando Augusto. Também, foram relevantes no caráter pessoal e profissional os professores Carlos Roberto Azzoni e Maria Tereza Leme Fleury. Pelos comentários feitos e "papos acadêmicos" com vários amigos da pós-graduação e interessados no trabalho. Destaco a participação de Eduardo Caruso "Pexe", que me cobrou diariamente o fim do trabalho e contribuiu na revisão, Rafael Fraga "Goiano", Andres, Fábio, Bia, Matheus, Vanessa e a tantos outros que não me recordo agora. Além destes, é válido mencionar os amigos que me distraíram do trabalho, afinal não somos máquinas: Felipe, Adm 22, o pessoal do C&D da FEA, o pessoal da Comissão de formatura e também as amigas mulheres, cuja relação está no anexo F desta dissertação por falta de espaço! Por fim, agradeço o Programa de Relacionamento com Ex-Alunos, FEA+, a divulgação da pesquisa; a C PQ a bolsa concedida; a biblioteca da FEA-USP o acervo; as bases de dados internacionais PROQUEST, EBSCO, ERIC, Google e Google Books; e a todos os acadêmicos do mundo que divulgam os seus trabalhos na internet. Muito obrigado! relevantes para o desenvolvimento da Competência Social e da Competência Funcional, em especial para a primeira citada. Além disso, no aprofundamento da análise, 24 eventos tiveram a frequência analisada e foram confrontados com 11 variáveis de perfis. Dos 264 testes Qui-quadrado realizados, 35 deles apresentaram significância estatística, dos quais foi possível analisar a relação entre as categorias em 34 mapas perceptuais gerados pela análise de correspondência. v ABSTRACT This study aims to analyze the relationship between groups of learning events and competence development. It tries to understand which of them were considered the most relevant for the development of different individual competences in the professional field. In the bibliography review, four groups of learning events were found: Conceptual Learning, Experiential Learning, Caused Learning and Experiential Induced Learning. These groups were confronted with four types of competence that were selected after an analysis of 28 typologies: Social, Functional, Cognitive and Metacompetence. The quantitative study had the participation of 223 valid respondents. The sample was composed by FEA-USP's alumni of the following areas -Management, Economics and Accountancy. After, One-way A OVA tests were done to verify the hypothesis, as well A ACOR tests were run to make a profound study. The results emphasize the importance of the groups of informal learning events, mainly on the Experiential Learning. The groups of formal learning events have a lower development of all competences and they are still less relevant to the development of the Social Competence and the Functional Competence, especially for the first one quoted. Furthermore, in a deeper study, 24 learning events had their frequencies analyzed and they were compared with 11 profile variables. 264 Chi-square tests were done and 35 of them presented statistical significance. On the end, it was possible to analyze the relationship among categories on 34 perceptual maps produced by A ACOR tests.
doi:10.11606/d.12.2009.tde-23022010-120129 fatcat:b5mkt6kfrzhchg36fqxi5gbpgu