Revisitando a consciência linguística: apropriação do conceito por parte de futuros professores de Português

Maria Helena Serra Ançã
2015 Calidoscópio  
RESUMO -Este texto chama a atenção para a importância da capacidade de refl exão sobre a língua portuguesa, especifi camente, no caso de futuros professores de Português. Faz inicialmente um enquadramento teórico que se reporta ao Movimento Britânico Language Awareness, iniciado nos anos oitenta do século passado, e aos seus desenvolvimentos posteriores. Pretende analisar a apropriação do conceito de consciência linguística (CL) em fi nalistas de um curso de mestrado para o 1º Ciclo do Ensino
more » ... º Ciclo do Ensino Básico, para professores generalistas e, por conseguinte, também professores de Português. Para o efeito, numa aula sobre a CL, interrogam-se os estudantes, através de duas questões escritas, sobre a altura e a circunstância em que cada um teve consciência da sua língua materna e sobre os contactos estabelecidos com línguas estrangeiras e o respetivo impacto na tomada de consciência das línguas (materna ou estrangeiras). Os resultados gerais apontam para uma não apropriação do conceito de CL, sendo este, por exemplo, identifi cado com a aquisição da oralidade ou da escrita. Os contactos com as línguas estrangeiras limitam-se praticamente às línguas aprendidas em contexto escolar. Em termos de impacto destas línguas na tomada de consciência da língua materna ou de outras línguas, este foi muito ténue, implicando apenas uma perceção de algumas diferenças (sobretudo lexicais) existentes entre as línguas românicas contactadas/aprendidas e a LP. Duas explicações são plausíveis para estes resultados: (i) o facto de estes estudantes não terem tido outras vivências linguísticas e culturais noutros espaços geográfi cos, ou contactos com outros falantes de outras variedades de Português, ou com estrangeiros e com as suas línguas; (ii) o próprio perfi l do curso que não especializa em determinada área mas generaliza todas as áreas. Palavras-chave: consciência linguística, língua portuguesa, futuros professores de Português. ABSTRACT -This paper draws attention to the importance of the ability to refl ect on the Portuguese language (LP), specifi cally in the case of future teachers of Portuguese. It begins with the theoretical framework that relates to the British Movement Language Awareness, which started in the eighties of the last century, and its subsequent developments. It intends to analyze the appropriation of the concept of linguistic awareness (CL) by fi nal year students of a master's course for the 1 st cycle of compulsory education, by generalist teachers, and, therefore, also by Portuguese teachers. To this end, in a lesson on CL, students are asked, through two written questions, about the time and circumstance in which they became aware of their mother tongue and about the contacts with foreign languages and their impact on the language awareness (mother tongue or foreign). The general results point to a non-appropriation of the concept of CL, which is identifi ed with the acquisition of oral or written language. The contacts with foreign languages are practically limited to the ones learned in the school context. In terms of the impact of these languages in the mother tongue or other language awareness, it was very tenuous, implying only a perception of a few differences (particularly lexical) existing between the Romance languages contacted/ learned and the LP. Two plausible explanations for these results are: (i) the fact that these students have had no other linguistic and cultural experiences in other geographic areas, or contact with other speakers of other varieties of Portuguese, or with foreigners and their languages; (ii) the course's own profi le, which does not specialize in a particular area, but generalizes all areas.
doi:10.4013/cld.2015.131.08 fatcat:bhdxuel3bvf3nk4dxermgbm2yu