Condicionalismo sócio-cultural das origens do movimento universitário europeu: a singularidade do caso português (III)

Aldo Janotti
1971 Revista de História  
A expressão renascimento científico que acabamos de empregar para significar o extraordinário desenvolvimento que a ciência —particularmente, a grega — conheceu no decorrer do século XII, tem a sua justificativa no fato de que se deu o nôvo nascimento de alguma coisa que tinha morrido.
doi:10.11606/issn.2316-9141.rh.1971.130901 fatcat:gcqmsanlwrfz7mnhujtvz5ag6q