Entrevista com Dra. Márcia Cristina Bernardes Barbosa

Por Ângela, Maria Freire De Lima E Souza
unpublished
A primeira vez que encontrei a Dra. Márcia Cristina Bernardes Barbosa estávamos em um evento organizado pelo Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF) (Foto 1); era a Conferência de Mulheres Latino-Americanas nas Ciências Exatas e da Vida, que aconteceu no Rio de Janeiro em novembro de 2004. A Conferência tinha por objetivo: [...] congregar pesquisadoras nas áreas de física, química, matemática e biologia de diferentes países da América Latina que compartilhem dificuldades e problemas
more » ... s e problemas similares para estabelecer em conjunto com representantes de governo e de sociedades políticas capazes de estimular a maior participação de mulheres em carreiras tecnológicas. Neste sentido, a conferência não somente levanta o problema, como também propõe soluções que serão divulgadas junto aos órgãos e pessoal que possam auxiliar a sua implementação. Àquela ocasião, eu tinha concluído o doutorado, com uma tese que analisava as carreiras de algumas colegas biólogas como pesquisadoras e estava muito motivada para encontros e discussões em que o foco se voltasse para as mulheres em carreiras científicas. Imediatamente percebi o carisma daquela mulher pequena, que falava com uma voz potente, grave e segura. Não pude deixar de observar que ela usava uma saia curta, com meias e sapatos de salto baixo. Mais tarde entendi, porque a ouvi falar sobre isto em uma palestra, que aquela saia curta era um posicionamento político, assertivo: uma cientista, para ser levada a sério, não precisa usar óculos de lentes grossas e roupas sem graça. Ela conseguiu se impor com as suas saias curtas, em meio a homens críticos e eventualmente hostis.
fatcat:ryo3e5cwq5ftfefjdnmbaeno7m