Traduções no teatro, feitas para publicar, encenar ou legendar: uma tipologia possível

Ruth Bohunovsky
2019 Urdimento  
Starting from the theoretical premises of functional translation -which has the skopos of translation as central concept -this article proposes to differentiate between some types of theatre translation. The discussion is limited to interlingual translation of written texts. It proposes to distinguish between three basic types of theatrical translation: literary translation (for page), translation for performance (for stage) and translation for subtitling. In contrast to traditional approaches,
more » ... itional approaches, which privilege one type of translation over another, it is argued that the three types fulfil important functions in the literary and theatrical systems of a particular linguistic and cultural context, yet require different scopes and, therefore, translation strategies. Traduções no teatro, feitas para publicar, encenar ou legendar: uma tipologia possível Introdução O teatro é um espaço de múltiplas traduções. O diretor de um espetáculo pensa em como "traduzir" melhor um drama clássico do século XIX sobre uma figura heroica e/ou histórica para o público do século XXI, que já nem conhece mais o contexto histórico espelhado no enredo da peça. Após uma apresentação recente da peça "Sorte e fim do rei Ottokar" num dos maiores teatros de Viena 3 , durante uma conversa dos atores com o público, o assunto foi justamente este: como montar de forma interessante e significativa para o público europeu da atualidade uma peça escrita em 1823 sobre um rei da Boêmia do século XIII? Sem uma "tradução" adequada, a peça dificilmente encontraria um teatro disposto a incluí-la na programação e não teria o sucesso que está tendo atualmente na capital austríaca. Nesse caso, trata-se de uma "tradução intralingual", que implica a reformulação de signos verbais na mesma língua (Jakobson, 2000). Mas há outros tipos: os atores e atrizes de uma peça também se entendem como "tradutores" de seus personagens ao quais precisam dar vida e personalidade, às vezes com grandes alterações de uma montagem para outra (a "tradução intersemiótica", que envolve a interpretação de signos verbais por signos não verbais (Jakobson, 2000)). Pensemos, por exemplo, nas diversas e contraditórias "traduções" dadas ao judeu Shylock do "Mercador de Veneza" de Shakespeare ao longo da história. Nas palavras da teórica de tradução teatral Sirkku Aaltonen, não há apenas "um Esperando Godot", mas há "tantos Godots como há encenações" e cada produção pode reivindicar "autenticidade e legitimidade" 4 (2000, p. 1) para seu projeto cênico, que pode incluir cortes, acréscimos, alterações de passagens textuais, alusões a contextos extralinguísticos atuais etc. em relação ao texto originalmente escrito ou publicado. É um "processo contínuo de interpretação e redirecionamento dos códigos redigidos no texto teatral original" que resulta na "efemeridade de uma produção cênica" (Aaltonen, 2000, p. 3). Toda encenação de um texto teatral -assim como toda comunicação humana -é um ato de tradução (Steiner, 2005) e envolve interpretação, manipulação e transformação. Assim como faz todo tradutor em seu trabalho, nos exemplos acima mencionados, cada diretor/a e cada ator/atriz inevitavelmente deixará seu cunho idiossincrático na interpretação, dependendo tanto de sua subjetividade quanto de fatores contextuais. A tradução no teatro movimenta-se entre a oralidade e a escrita, é heterogênea e complexa. Não existe "a" tradução no teatro, existem inúmeras formas de se pensar sobre tradução teatral 5 , mesmo considerando "apenas" os casos que envolvem duas línguas, que serão nosso foco aqui. Pode-se fazer uma tradução de uma peça a partir do interesse de uma companhia de teatro em encená-la (levando em consideração 3 No Volkstheater de Viena, em 20 de março de 2019; a peça Sorte e fim do rei Ottokar [König Ottokars Glück und Ende] é uma obra do dramaturgo austríaco Franz Grillparzer (1791-1872). 4 Todas as traduções citadas neste artigo, salvo indicação explícita de outro nome, são nossas. 5 No presente artigo, usamos o termo "tradução teatral" como um conceito amplo que inclui tanto a tradução de textos escritos na forma dramática e cujo objetivo é ser encenado, mas também a tradução de textos dramáticos apenas para a leitura (dramática ou não), a tradução/adaptação de textos em prosa para serem encenados etc. -ou seja, a tradução de qualquer texto para outra língua que, de um modo ou de outro, possa ser relacionado com o teatro.
doi:10.5965/1414573102352019129 fatcat:b3tybtvatvcsnptj5rnjrz5eaq