ENSINO SUPERIOR PRIVADO-MERCANTIL E A APROPRIAÇÃO DO FUNDO PÚBLICO PELO FIES [chapter]

J.S. ARRUDA, L. FREITAS
2020 Capitalismo dependente, racismo estrutural e educação brasileira: diálogos com Florestan Fernandes  
INTRODUÇÃO O presente capítulo tem como objeto de análise a principal política educacional proposta à "ampliação do acesso" ao ensino superior: o Fundo de Financiamento ao Estudante de Ensino Superior (FIES), promulgado pela lei nº 10.260/2001, em seu período de maior expansão, entre 2009 e 2015. Nossa pretensão é compreender as consequências mais relevantes da operacionalização efetiva, por parte do Estado brasileiro de um espaço de articulação da concentração monopólica de capitais
more » ... capitais educacionais a partir do desregulado e vertiginoso crescimento da dotação orçamentária autorizada 1 para o FIES nos anos entre 2009 a 2015. Neste processo, o Estado se faz presente como condutor de interesses privados por intermédio não só de repasses financeiros diretos e indiretos do Fundo Público ao capital educacional, mas também via arcabouço jurídico necessário para garantir-lhes sustentação e ampliação de seus interesses particulares. O período a ser analisado, de forte expansão do programa, foi alvo de uma auditoria realizada pelo Tribunal de Contas da União (TCU) em 2016, a partir de uma Solicitação do Congresso Nacional (SCN), em que se propõe a priori verificar: sua sustentabilidade, sua eficácia e a vulnerabilidade de seus processos de trabalho. Parte dessa auditoria foi material base deste trabalho e, a partir deste material, pretende-se adentrar na lógica que dá sustentação a este processo de mercantilização e empresariamento da educação superior, examinando o papel histórico e contemporâneo do Estado em países de capitalismo dependente e tamanho do dispêndio do Fundo Público. Nesse sentido, identificar o que é novo, o que é constitutivo e o que é conjuntural neste contexto de mercantilização e empresariamento da educação superior privada no Brasil e, sua consequente oligopolização, é compreender o
doi:10.29388/978-65-86678-36-9-0-f.167-186 fatcat:mkoocxsuujhbld35ambkr2qf4i