Impacto da idade materna na acidez do colostro de nutrizes em maternidade do interior do Estado de São Paulo

Lucas Lima de Moraes, Letícia De Aguiar Campos, Denise Vasconcelos de Jesus Ferrari, Erika Kushikawa Saeki, Jossimara Polettini, Glilciane Morceli
2019 Journal of Human Growth and Development  
Objetivo: Analisar as características sociodemográficas e gestacionais e comparar a acidez do colostro de nutrizes adolescentes e idade materna avançada. Método: Estudo prospectivo transversal, que incluiu 98nutrizes adolescentes (até 18 anos) e 33 nutrizes com idade materna avançada (maior que 35) atendidas na Maternidade do Hospital Regional de Presidente Prudente. Amostras de aproximadamente 10 mL de colostro foram obtidas por meio da ordenha manual entre 48 a 72h após o parto, e armazenadas
more » ... arto, e armazenadas a -20oC até o processamento. A acidez foi verificada por meio da titulação e calculada em graus Dornic. A análise estatística foi realizada utilizando-se o teste de Mann-Whitney ou X2. Resultados: A mediana da idade materna das nutrizes adolescentes foi de 20 (12-24) anos, e das nutrizes com idade materna avançada foi de 37 (35-45) anos. A maioria das nutrizes adolescentes (66,3%) eram primíparas e a via de parto cesárea ocorreu em 66,7% das nutrizes em idade materna avançada. O índice de massa corpórea (IMC) gestacional foi estatisticamente maior em nutrizes com idade materna avançada (31,3±5,6 vs 26,06±3,6, p< 0,0001). A acidez do colostro das nutrizes nos extremos da idade reprodutiva não apresentou diferença significativa entre os grupos de nutrizes. Conclusão: As características sociodemográficas e gestacionais de adolescentes e mães com idade materna avançada evidenciam heterogeneidade dessas populações e consequentemente, atendimento e condutas específicas devem ser aplicados a cada uma. A constituição do colostro em caiseina e proteinas apresentou-se constante, independente da idade materna.
doi:10.7322/jhgd.v29.9414 fatcat:ogz5ige3wvapjjfiwbn7bzv6oi