PRODUÇÃO DE BIODIESEL ETÍLICO DE ÓLEO DE SOJA REFINADO EM ESCALA PILOTO

A. M. ESCORSIM, L. R. S. KANDA, G. PANINI, A. ZANDONÁ FILHO, F. A. P. VOLL, J. L. A. DAGOSTIN, M. L. CORAZZA, L. P. RAMOS
2015 Anais do XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química   unpublished
RESUMO -Devido ao crescente interesse no uso do biodiesel, é indispensável a realização de estudos em escala piloto utilizando etanol ao invés de metanol, devido a fatores ambientais, econômicos e de segurança. Assim, este trabalho objetivou produzir 1.000 L/dia de biodiesel etílico a partir de óleo de soja refinado e utilizando metilato de sódio como catalisador, conforme as recomendações do Instituto de Investigaciones en Catálisis y Petroquimica (INCAPE, Argentina). A reação foi realizada em
more » ... ão foi realizada em duas etapas: na primeira, o tempo foi de 30 min e a razão molar etanol:óleo:catalisador foi de 2,55:1:0,1; na segunda, o tempo foi de 60 min, com razão molar de 1,70:1:0,1. Após cada etapa de reação o sistema foi deixado em repouso para separação e remoção do glicerol. Os ésteres foram então purificados através de lavagens com água ácida e com água pura. Ao final, foram obtidos teores de ésteres acima de 96% m/m, demonstrando a viabilidade da produção de biodiesel etílico com boa qualidade nesta escala. INTRODUÇÃO O uso da biomassa é apontado como uma grande opção na procura por novas fontes de bioenergia. Dentre estas, destaca-se o biodiesel por ser renovável, biodegradável, não tóxico, livre de enxofre e aromáticos e com propriedades físico-químicas semelhantes ao diesel de petróleo (Demirbas, 2008; Ferreira, 2010) . O potencial do uso do biodiesel como fonte energética é um dos assuntos mais discutidos nos dias atuais em âmbito industrial e acadêmico, embora esse "velho" combustível já seja utilizado em um grande número de países mesmo enfrentando sérias dificuldades para competir com o diesel de petróleo, o que tem forçado alguns países a estabelecer programas de subsídio ou de uso obrigatório de misturas com diesel, como é o caso do Brasil (Dabdoub et al., 2009). Além disso, o aumento do consumo energético mundial pode levar ao esgotamento de fontes energéticas não renováveis derivadas de petróleo. Assim sendo, seja pela exaustão das reservas ou pelos efeitos negativos causados ao meio ambiente, a diversificação da matriz energética mundial por meio da busca por fontes renováveis de energia é imprescindível (Ramos, 2014). Atualmente, o biodiesel é produzido e utilizado comercialmente em muitos países do mundo todo, seja puro ou misturado com o diesel, sendo que esta mistura é estável em qualquer proporção, de modo que os motores a diesel podem ser utilizados sem grandes adaptações. Tradicionalmente, são utilizados como matérias-primas para a produção de biodiesel, óleos
doi:10.5151/chemeng-cobeq2014-0590-24806-161609 fatcat:nuf6irpkk5aqpclxm6ux2hkdxq