"AutopSIcogrAfIA": uM gESto DE INtErprEtAÇÃo À LuZ DA ANÁLISE Do DIScurSo

Verônica Braga Birello, Raquel Tiemi, Masuda Mareco
Terra roxa e outras terras-Revista de Estudos Literários   unpublished
base nos estudos da análise do discurso de linha francesa, observando os efeitos de sentidos produzidos pelo poema. por meio do movimento de descrição-interpretação, observamos que o poema percorre uma linha tênue entre o fingimento e a sinceridade, entre a emo-ção e a razão, demonstrando a contradição constitutiva do sujeito poeta. Além disso, "Autopsicogra-fia" mantém uma relação interdiscursiva com outro poema da mesma obra: Isto, que, aparentemente, funciona com uma espécie de resposta ao
more » ... ema analisado. pALAVrAS-cHAVE: análise do discurso; literatura; discurso literário. Considerações iniciais Cancioneiro foi uma obra de fernando pessoa publicada postumamente que, se-gundo Mendes (1979), vinha sendo planejada pelo próprio poeta para ser editada com todos os poemas que não fossem de autoria de seus heterônimos. um dos poe-mas que compõem essa obra é "Autopsicografia", que direciona seus sentidos para uma linha tênue entre o fingimento e a sinceridade, entre a emoção e a razão, dando liberdade para que leitor direcione sua interpretação tanto para um lado como para outro. por isso, esse poema é um dos mais conhecidos e analisados, devido a sua riqueza, tanto nas rimas e métrica, dispostas em sua estrutura, quanto na complexi-dade e na multiplicidade de sentidos que suas palavras podem produzir. Considerando que "Autopsicografia" pode ter inúmeras interpretações, depen-dendo do posicionamento teórico-metodológico do sujeito analista, propomos um gesto de interpretação embasado na Análise do Discurso de linha francesa (AD), ob-servando, prioritariamente, os efeitos de sentido produzidos pelo poema. Esse gesto
fatcat:nmoir2zdpnh5ljgzugejj34ivq