De cuidadora a cuidada: quando a mulher vivencia o cancêr

Maria Aparecida Salci, Sonia Silva Marcon
2008 Texto & Contexto Enfermagem  
Objetivou-se com este estudo identificar como as mulheres experienciam a necessidade de receber cuidados após o diagnóstico de câncer. Como estratégia teórico-metodológica, foi utilizado o Interacionismo Simbólico e a Teoria Fundamentada nos Dados. Os dados foram coletados no período de março a novembro de 2005, junto a 20 indivíduos, sendo 10 mulheres portadoras de câncer em diferentes fases de tratamento, e seus respectivos familiares significantes os quais constituíram três grupos amostrais.
more » ... Identificou-se que elas passam de cuidadoras a cuidadas, sendo que para algumas, essa foi uma experiência boa, já para outras, ter que receber cuidados é bastante desconfortável. Os cuidados recebidos estiveram relacionados com higiene pessoal, alimentação, tarefas domésticas, transporte, cuidados para com os filhos, companhia e apoio psicológico. Mesmo debilitadas fisicamente e necessitando serem cuidadas, elas não abandonam seu papel de cuidadora ao se preocuparem com o estado emocional dos membros familiares.
doi:10.1590/s0104-07072008000300016 fatcat:aax5bgbjqvetna2muo5jt5ncie