Produção e qualidade da moranga híbrida em resposta a doses de nitrogênio

Marinalva W Pedrosa, Maria Helena T Mascarenhas, Francisco M Freire, Maria Celuta M Viana, Luciano D Gonçalvez, José Francisco R Lara, Pauline C Ferreira
2012 Horticultura Brasileira  
Foram avaliados os efeitos de doses de N na produção e qualidade da moranga hibrida cv. Tetsukabuto (Takaima F1) em experimento na EPAMIG Centro Oeste, Prudente de Morais (MG), de 25/08 a 03/12/2008. Foram avaliadas cinco doses de nitrogênio (0; 37,5; 75; 150; 300 kg ha-1), na forma de uréia, divididas em quatro aplicações (30% no plantio, 20% aos 20 dias, 30% aos 40 dias e 20% aos 60 dias após a emergência), num delineamento experimental de blocos casualizados com quatro repetições. As doses
more » ... etições. As doses de N influenciaram significativamente as características avaliadas. O número de frutos aumentou de 2.498 ao ponto de máximo de 6.794 frutos ha-1 com a aplicação de 219 kg ha-1 de N. O diâmetro e a espessura da polpa do fruto aumentaram de 14,97 e 2,33 cm, até atingirem os pontos máximos de 17,74 e 2,80 cm nas doses de 171 e 128 kg ha-1 de N, respectivamente. O teor de sólidos solúveis na polpa de frutos de moranga híbrida aumentou com o aumento das doses de N observando-se com a aplicação de 300 kg ha-1 de N teor de 8ºBrix. A produtividade de frutos foi também influenciada pelas doses de N estimando-se como valor máximo 11,55 t ha-1 de frutos com a aplicação de 300 kg ha-1 de N. A dose estimada de N relativa à máxima eficiência econômica foi obtida com a aplicação de 262 kg ha-1, considerando os preços de R$ 2,41 kg-1 de N e de R$ 560,00 t-1 de moranga.
doi:10.1590/s0102-05362012000200029 fatcat:lcttcu7rmrhzfpnkorv6tefbhq