José Clemente Pereira e o debate jurídico do Império 1830-1850 [thesis]

Mariana Pedron Macario
Ao meu irmão Vinícius e aos meus amigos mais próximos agradeço o apoio constante, o estímulo bem humorado e a audiência atenta: a e Tiago Tranjan. Amo-os também por me castigarem da forma mais carinhosa e divertida possível pelas ausências e esquecimentos, sempre me perdoando, afinal. Ao Leandro, que de tão longe nos deixa saudades e uma dúvida: se o que faz mais falta é o amigo de todas as horas ou o interlocutor perspicaz de minhas inquietações intelectuais. Àqueles que, por diversas
more » ... r diversas circunstâncias, não tem estado tão próximos fisicamente, mas foram importantes em um ou mais momentos dessa trajetória: Reis; foi graças a eles que essas jornadas múltiplas foram possíveis e mais amenas. Aos recentes e importantes interlocutores: Felipe de Oliva, Leonardo Rosa e Vivian C. Costa; à Vivian agradeço especialmente a ajuda que me deu na fase final do trabalho. A Mariana Rocha, agradável surpresa que este momento trouxe. À minha família -avós, tios, primos, cunhados e sogros -agradeço imensamente a compreensão e a torcida sincera. Esses foram, certamente, os maiores objetos da minha ausência, mas foram também aqueles que mesmo sem conhecer a fundo as demandas da vida de um pós-graduando sempre a compreenderam e apoiaram. Essa dissertação foi uma parte importante da minha vida nos últimos três anos, mas ela fica pequena demais para incluir os agradecimentos ao meu marido, Roberto, e aos meus pais, Aluizio e Maria Tereza. Pois muito mais do que me ajudar a fazer a dissertação que pude, eles me permitiram construir a vida que sonhei. São para mim exemplo de companheiro, de pai e de mãe, além de meus melhores amigos. As horas de convivência roubadas e os sacrifícios que fizeram por mim constituem uma dívida que nunca me cobraram; mas a eles faço a doce promessa de passar o resto da vida a saldála. 6
doi:10.11606/d.2.2011.tde-15052012-091245 fatcat:xae62a3ofjcbblk3qyn2qlkk54