O papel do humor no cinema do suburbanismo fantástico

India Mara Martins, Pedro Artur Lauria
2021 Revista Graphos  
O subúrbio estadunidense é marcado por um recorte social bastante específico: uma classe média branca, arraigada em um discurso meritocrata e vinculada ao "Sonho Americano". Sua imagem idílica foi consolidada desde os anos 1950 pelas sitcoms de subúrbio, mas também passou a ser contraposta pelo suburbanismo gótico – gênero literário que também encontrou ambiente fértil no audiovisual. Nestes subgêneros o humor se apresenta de forma dicotômica e contraditória, que pode ser resumido nas seguintes
more » ... máximas: rir conosco ou rir de nós. Nosso interesse nesse artigo passa a ser na investigação do uso do humor em um terceiro subgênero, este muito mais recente: o suburbanismo fantástico. Definido por McFadzean (2019, p.1) como um conjunto de filmes Hollywoodianos que começaram a aparecer nos anos 1980, onde crianças e adolescentes que vivem no subúrbio são chamados para confrontar uma força fantástica e disruptiva, tais quais E.T. – O Extraterrestre, Os Goonies e De Volta Para o Futuro. O presente trabalho então se aprofunda no papel mercadológico, narrativo e moral do humor nessas narrativas, considerando tanto o seu público alvo, como sua natureza sintática explicitamente reacionária, e que, por isso, contrapõe a natureza subversiva tanto da comédia quanto da fantasia – gêneros que se fundamentam no confronto, respectivamente, das expectativas e das regras do real.
doi:10.22478/ufpb.1516-1536.2021v23n1.57548 fatcat:6tmktm75gza33aoisy3spxpuke