Determinantes sociais em saúde e internações por insuficiência cardíaca no Brasil

Nila Larisse Silva de Albuquerque, Francisca Jane Gomes de Oliveira, Lucas Dias Machado, Thelma Leite de Araujo, Joselany Áfio Caetano, Priscila de Souza Aquino
2020 Revista da Escola de Enfermagem da USP  
RESUMO Objetivo Analisar a relação entre determinantes sociais em saúde e internações por insuficiência cardíaca no Brasil. Método Estudo ecológico retrospectivo, cujas unidades de análise foram os municípios dos estados brasileiros. A variável desfecho foi a taxa de internação hospitalar por insuficiência cardíaca, e as variáveis independentes foram a cobertura da Estratégia Saúde da Família, repasse federal ao bloco da Atenção Básica, despesa executada com Atenção Básica, sobreposição da
more » ... obreposição da população feminina e componente etário acima de 60 anos. Adotaram-se técnicas regressivas por dados em painel, com estimação dos mínimos quadrados ponderados por efeito fixo. Resultados Foram analisados 26 municípios. Taxas de internação pelo diagnóstico apresentaram distribuição não uniforme entre as regiões, com mediana mais baixa na região Norte e mais alta na Sul. O modelo de regressão identificou relação entre taxa de internação pelo diagnóstico e cobertura da Estratégia Saúde da Família, repasses federais à Atenção Básica e sobreposição da população feminina. Conclusão Ocorrência de insuficiência cardíaca, uma condição sensível à Atenção Primária no Brasil, é influenciada por determinantes sociais em saúde representados por fatores demográficos, orçamentários e de cobertura de serviços de saúde.
doi:10.1590/s1980-220x2019002503641 pmid:33263668 fatcat:l54fxjnx3rbsdjd2shc4wzpmii