Atendimento ambulatorial dos pacientes em terapia de anticoagulação de um hospital cardiológico de alta complexidade do município de São Paulo

Ticiane Nishimoto, Eric Magalhães de Moraes, Eduardo Ryoiti Tatebe, Guilherme Do Espírito Santo Silva, Paula Cristina Souto de Camargo
2019 RAS Revista de administração em saúde  
RESUMONo contexto da cardiologia, os pacientes portadores de cardiopatias em uso de terapia de anticoagulação frequentemente realizam o exame de tempo de protrombina (TP) para monitorar o grau de anticoagulação do sangue e manutenção do TP para acompanhamento da medicação anticoagulante. O objetivo do projeto foi analisar e propor intervenções de melhoria no processo deste atendimento ambulatorial para a realização do exame de TP dos pacientes em uso de terapia de anticoagulação, em um hospital
more » ... ção, em um hospital público universitário de alta complexidade, especializado em cardiologia, pneumologia e cirurgias cardíaca e torácica, localizado na cidade de São Paulo. Trata-se de um estudo de caso e os dados coletados foram analisados quantitativamente em caráter exploratório, transversal e descritivo, sendo retrospectivo referente ao período de novembro de 2016 e abril de 2017. Os dados foram obtidos através de fontes internas da instituição, além de análise observacional do local e pareceres das partes envolvidas, apresentados como fase diagnóstica e proposta de intervenção. De acordo com os dados coletados, foram realizados em média 4750 exames de TP por mês, representando 25% do volume de atendimentos ambulatoriais da instituição. Aproximadamente 55% dos pacientes estavam fora da faixa terapêutica, apresentando baixa eficácia do controle de anticoagulação. Todos os pacientes após a realização do exame de TP, passam por uma consulta breve de avaliação do médico, para analisar o resultado do exame e ajustar a medicação se necessário (ponto peculiar deste exame), apresentando um cuidado fragmentado por especialidade e centrado no atendimento médico. A partir dos dados observados, diagnóstico situacional, levantamento bibliográfico e benchmarking realizado em um hospital especializado em cardiologia de São Paulo, foi recomendada a implantação de um serviço centralizado com a criação de um "ambulatório de anticoagulação", incluindo serviços como: sistematização eletrônica específica para registro do exame de TP e conduta terapêutica; criação da tabela de anticoagulação do paciente; utilização de testes rápidos de TP do tipo; atuação da equipe multiprofissional com destaque para ações de educação em saúde e auto cuidado; serviço para dúvidas e orientações; Avaliação para introdução de novas medicações que não exijam o controle do INR.Palavras-chave: ambulatório, cardiologia, anticoagulação, tempo de protrombina. ABSTRACTIn the context of cardiology, patients with cardiopathies using anticoagulation therapy often perform the prothrombin time (PT) test to monitor the degree of blood anticoagulation and maintenance of PT to monitor anticoagulant medication. The objective of the project was to analyze the process of this outpatient care to perform the PT examination of patients undergoing anticoagulation therapy in a high complexity public university hospital specialized in cardiology, pulmonology and cardiac and thoracic surgeries, located in the city from Sao Paulo. It is a case study and the data collected were quantitatively analyzed in an exploratory, cross-sectional and descriptive character, being retrospective for the period of November 2016 and April 2017. Data were obtained through internal sources of the institution, in addition to observational analysis of the site and opinions of the parties involved, presented as diagnostic phase and intervention proposal. According to the data collected, an average of 4750 PT examinations per month were performed, representing 25% of the institution's outpatient services. Approximately 55% of the patients were out of the therapeutic range, presenting low efficacy of anticoagulation control. All patients after the PT exam, undergo a brief evaluation of the physician, to analyze the result of the examination and adjust the medication if necessary (peculiar point of this examination), presenting a care fragmented by specialty and focused on the care doctor. Based on the observed data, situational diagnosis, bibliographic survey and benchmarking carried out in a specialized hospital in cardiology of São Paulo, it was recommended the implementation of a centralized service with the creation of an "anticoagulation clinic", including services such as: Specific electronic systematization for recording PT and therapeutic management; creation of the patient's anticoagulation table; use of rapid type TP tests; performance of the multiprofessional team with emphasis on health education and self-care actions; service for questions and directions; Evaluation for the introduction of new medications that do not control INR.Keywords: ambulatory, cardiology, anticoagulation, prothrombin time.
doi:10.23973/ras.74.158 fatcat:4cqvy2ksi5hizkyoenvvrp6qta