Normatização do potencial evocado auditivo de tronco encefálico em recém-nascidos

Tamier Viviane Souza Costa, Fernanda Soares Aurélio, Virgínia Braz da Silva, Liliane Barbosa Rodrigues
2013 Revista CEFAC  
OBJETIVO: normatizar os achados do equipamento de PEATE da Clínica de Fonoaudiologia da instituição de origem, em recém-nascidos. MÉTODOS: trata-se de um estudo transversal, exploratório não experimental do qual participaram quarenta recém-nascidos, sem indicadores de risco para a deficiência auditiva, que passaram na triagem auditiva neonatal, divididos de acordo com a idade, em semanas (G1, G2, G3 e G4). Para a coleta de dados foi utilizado o equipamento Smart EP-Intelligent Hearing Systems
more » ... t Hearing Systems com estímulo clique. RESULTADOS: a média dos valores das latências absolutas das ondas I, III e V de acordo com a idade são, respectivamente: G1=1,62ms, 4,39ms, 6,8ms; G2=1,62ms, 4,4ms, 6,79ms; G3=1,56ms, 4,39ms, 6,74ms; G4=1,54ms, 4,2ms, 6,53ms. Na mesma ordem, a média dos valores das latências interpico I-III, III-V e I-V foram: 2,77ms, 2,42ms e 5,19ms; 2,78ms, 2,39ms e 5,17ms; 2,83ms, 2,35ms e 5,18ms; 2,66ms, 2,33ms e 4,99ms. CONCLUSÃO: as latências absolutas diminuíram com o aumento da idade tendo média de 1,58ms para a onda I, 4,34ms para a onda III e 6,71ms para a onda V. Da mesma forma, as médias dos interpicos I-III, III-V e I-V foram menores no G4 e obteve-se médias, no primeiro mês, de 2,76ms, 2,37ms e 5,13ms.
doi:10.1590/s1516-18462013000600011 fatcat:hmkbx2qklbfyfnwhlhjkumyj3u