Puritanos e Revolucionários: As origens da primeira revolução sexual

Wallas Jefferson Lima
2017 Clio: Revista de Pesquisa Histórica  
PURITANOS E REVOLUCIONÁRIOS: as origens da primeira revolução sexual DABHOIWALA, Faramerz. As origens do sexo: uma história da primeira revolução sexual. Pode ser contraditório intitular um livro como As Origens do Sexo quando, na verdade, seu recorte espaço-temporal abarca a Grã-Bretanha do período 1600-1800. De qualquer forma, FaramerzDabhoiwala -professor e pesquisador de História da Universityof Oxfordnão deseja apresentar uma história linear e "total" da sexualidade, mas descrever as
more » ... ormações das experiências sexuais do Ocidente, relacionando-as com as grandes propensões políticas, intelectuais e sociais da época. Três elementos estruturais estão na base da composição da obra: o espaço, ou seja, a casa, o bordel, a rua, etc.; os personagens, isto é, os homens e as mulheres; e o elemento unificador: o sexo. Da trama sutil desses fatores, surge uma história enquanto realidade axiomática. A arte de Dabhoiwala consiste, sobretudo, na habilidade com que conseguiu arranjar esses elementos, salvaguardando o caráter multifacetado de análises que não permite o esgotamento das possibilidades interpretativas. O resultado é a conclusão de que as atitudes em relação ao sexo oscilaram, na Inglaterra dos séculos XVII-XIX, entre a censura tirânica e a relativa liberdade. O livro é, sobretudo, um grande mosaico crítico de uma cultura que intentava disciplinar a sexualidade, mas que, com o tempo, viu emergir em seu próprio meio ideias relacionadas a uma maior tolerância e liberdade sexual. Texto nascido a partir da análise das mais variadas fontes históricas -Literatura, Tratados Morais, Processos-crime e Legislação
doi:10.22264/clio.issn2525-5649.2017.35.2.re.01 fatcat:rak4hewouzbphp3byci2ibesha