Trabalho e saúde no agrobusiness paulista: estudo com colhedores manuais de cana-de-açúcar da região oeste do Estado de São Paulo

Cassiano Ricardo Rumin, Vera Lucia Navarro, Nelson Wanderley Perioto
2008 Cadernos de Psicologia Social do Trabalho  
Este artigo é resultado de pesquisa realizada com trabalhadores rurais empregados no corte da cana-de-açúcar. A pesquisa, de natureza qualitativa, teve como objetivo investigar, a partir da análise do processo de trabalho, as condições laborais na colheita da cana-de-açúcar e relacioná-las aos problemas de saúde relatados pelos trabalhadores. Os dados foram obtidos através de observações diretas do processo de trabalho, de documentação fotográfica e de entrevistas semidirigidas. Foram
more » ... as. Foram realizadas sete visitas ao campo e entrevistados 11 cortadores manuais de cana-de-açúcar (quatro mulheres e sete homens) com idades entre 24 e 63 anos, todos residentes no município de Pacaembu (SP); foi também entrevistado um profissional de saúde do município. As entrevistas foram gravadas e transcritas na íntegra. Os resultados demonstraram que a ação combinada da intensificação do trabalho e o aumento da dificuldade na execução de algumas tarefas podem determinar, ao trabalhador, elevação na ocorrência de adoecimentos relacionados à atividade laborativa; tais adoecimentos são expressos por cãibras constantes, por afecções do sistema osteomuscular (lesões por esforços repetitivos, bursites, tendinites, lesões na coluna vertebral) e pelas desidratações; mesmo quando o trabalho não ocasiona dano físico ele deixa suas marcas por meio do sofrimento psíquico. Palavras-chave: Trabalho rural, Cortadores de cana-de-açúcar, Saúde do trabalhador, Trabalhadores rurais. Work and health in São Paulo state agribusiness: a study on sugar cane manual harvesters in the western region of São Paulo state This article is the result of a study with rural workers employed in sugar cane harvesting. The qualitative study aimed at investigating, with basis on work process analysis, the labor conditions in sugar cane harvesting and at relating them to health problems reported by the workers. The data were obtained from direct observation of the work process, photographic documentation and semi-guided interviews. Seven field visits were performed and 11 sugar cane manual harvesters were interviewed (four females and seven males). They were 24 to 53 years old and all lived in the city of Pacaembu (SP). A health care professional living in the same city was also interviewed. The interviews were taped-recorded and fully transcribed. The results showed that the combined action of work intensification and increase in the difficulty to perform certain tasks can determine an increase in the occurrence of illnesses related to the workers' labor activity. Such illnesses are expressed by constant cramps, affections in the osteomuscular system (repetitive strain injuries, bursitis, tendinitis, spinal cord injuries) and dehydration. Even when work does not lead to physical damage, it leaves marks by means of psychic suffering.
doi:10.11606/issn.1981-0490.v11i2p193-207 fatcat:ljgxrbvd7jgzdpul7etfzb4psi