An electronic edition of eighteenth-century drama: the materiality of editing in performance

Isabel Pinto
2016 MatLit : Materialidades da Literatura  
A navegação consulta e descarregamento dos títulos inseridos nas Bibliotecas Digitais UC Digitalis, UC Pombalina e UC Impactum, pressupõem a aceitação plena e sem reservas dos Termos e Condições de Uso destas Bibliotecas Digitais, disponíveis em https://digitalis.uc.pt/pt-pt/termos. Conforme exposto nos referidos Termos e Condições de Uso, o descarregamento de títulos de acesso restrito requer uma licença válida de autorização devendo o utilizador aceder ao(s) documento(s) a partir de um
more » ... partir de um endereço de IP da instituição detentora da supramencionada licença. Ao utilizador é apenas permitido o descarregamento para uso pessoal, pelo que o emprego do(s) título(s) descarregado(s) para outro fim, designadamente comercial, carece de autorização do respetivo autor ou editor da obra. Na medida em que todas as obras da UC Digitalis se encontram protegidas pelo Código do Direito de Autor e Direitos Conexos e demais legislação aplicável, toda a cópia, parcial ou total, deste documento, nos casos em que é legalmente admitida, deverá conter ou fazer-se acompanhar por este aviso. Abstract In the domain of electronic edition, drama's specificity has been considered in terms of metadata improvements and possibilities. At the same time, an increasing closeness between art history research and performance art has demonstrated its methodological value to assess the complex nature of the archive. My post-doctoral research follows the lead and goes as far as proposing that performance art can be an adequate methodology when preparing the electronic edition of eighteenth-century drama. Furthermore, "performing the archive" can help to fill the gap between the eventful nature of drama manuscripts and the audience of today, suggesting new ways of approaching the specific materiality of the plays. Keywords: electronic edition; eighteenth-century drama; manuscripts; archive; performance art. Resumo No âmbito da edição electrónica, a especificidade do género dramático já mereceu atenção, mormente no que diz respeito a usos optimizados de metadata. Paralelamente, uma crescente proximidade entre investigação histórica e performance art constitui uma mais-valia para redimensionarmos o conceito de arquivo na actualidade. Assim, a minha investigação de pós-doutoramento baseia-se nos pressupostos enunciados para defender que a performance art é uma metodologia válida e adequada no curso da preparação de uma edição digital de teatro do século XVIII. Consequentemente, "performing the archive" viabiliza uma relação entre a natureza performativa de manuscritos de teatro e o público de hoje, corroborando, desta forma, novas abordagens à materialidade das peças. Palavras-chave: edição electrónica; teatro do século XVIII; manuscritos; arquivo; performance art.
doi:10.14195/2182-8830_4-2_9 fatcat:zadzffd4z5hjndsxxvyqpvm3ym