Aspectos biológicos e reprodutivos de Coccinelídeos predadores em condições de laboratório Biological and reproductive aspects of predator Coccinelideos in laboratory conditions

Alice Lixa, Embrapa Ufrrj/, Agrobiologia, Br, Juliana Campos, Ufrrj, Santos, Marcos Carlos, Dos Alves, Ufrrj, Embrapa Agrobiologia, Resende (+14 others)
unpublished
Resumo: Hippodamia convergens apresentou o maior número médio de ovos por postura (24,3) e maior número de larvas eclodidas quando adultos foram criados com dietas artificiais (ovos de Anagasta kuehniella e dieta composta por levedura de cerveja, mel, ácido ascórbico e água), porém com menor porcentagem de sobrevivência das larvas (61,7%). Maior porcentagem de larvas sobreviventes ocorreu para Coleomegilla maculata e Eriops connexa (84,4% e 80,9%, respectivamente), quando adultos dessas
more » ... ltos dessas espécies foram alimentadas com as mesmas dietas artificiais. Essas duas espécies apresentaram quatro instares larvais, não sendo possível a observação dessa característica em H. convergens, já que as larvas desta espécie não sobreviveram além do primeiro instar. Palavras-chave: Controle biológico, Coleomegilla maculata, Eriopis connexa, Hippodamia convergens, criação em laboratório. Abstract: Hippodamia convergens had the higher mean number of eggs per oviposition (23.4) and higher number of hatching larvae when reared with artificial diets (eggs of Anagasta kuehniella and diet composed by yeast, honey, ascorbic acid and water), however, with the lower percentage of larval survival (61.7%). The higher percentage of larval survival occurred to Coleomegilla maculata and Eriops connexa (84.4% e 80.9%, respectively) when adults of these species were feed with the same artificial diets. These species had four larval instars, but this character was no observed in H. convergens because its larvae completed only the first instar. Introdução O controle biológico de pragas é uma ferramenta importante para construção de agroecossistemas sustentáveis. A maior parte dos insetos da família Coccinellidae, também conhecidos como joaninhas, tanto na fase de larva como na fase adulta, são predadores vorazes de pulgões, cochonilhas, e de ovos e larvas de primeiro instar de coleópteros (HAGEN, 1976). De acordo com HODEK (1967; 1973), os coccinelídeos predadores apresentam grande atividade de busca, ocupando todos os ambientes de suas presas, sendo por isso eficientes agentes para o controle biológico de pragas, especialmente de insetos fitófagos estacionários, tais como pulgões e cochonilhas. OLKOWSKI et al. (1990) e SANTOS (1992) reportam que a ocorrência natural de larvas e adultos de coccinelídeos Resumos do V CBA-Manejo de Agroecossistemas Sustentáveis Rev. Bras. de Agroecologia/out.
fatcat:qjgxnugyynhh3ika4lrtqytxxy