Feminismos e linguagens para repensar o Brasil

Mauren Nene Caetano
2020 Revista da ABRALIN  
A mesa redonda ocorreu no dia sete de junho de dois mil e vinte, a partir das dezesseis horas (com duração de uma hora e trinta e sete minutos) e ficou disponível no site da Abralin ao Vivo. Depois de explicar um pouco sobre o que consiste o evento virtual, a moderadora Paula Mesti (UNESPAR) apresentou a trajetória científica de cada uma das palestrantes. A moderadora explicou que o objetivo da mesa redonda seria refletir sobre os diversos feminismos enquanto possibilidades de posicionamento do
more » ... e posicionamento do sujeito no mundo, com as ciências da linguagem dialogando com a filosofia. Ambas vão ao encontro do militantismo feminista, promovendo uma reflexão científica interseccional sobre as diversas formas de opressão sofridas no Brasil contemporâneo, representadas de modo mais amplo do eixo tóxico machismo-racismo-capitalismo, que busca conquistar a linguagem e os meios de produção, evitando que essas minorias tenham voz e que sejam efetivamente ouvidas.
doi:10.25189/rabralin.v19i2.1514 fatcat:mqo7jaeybngghhffaxjzi2dz6e