Entre a sujeição e o domínio, vibra a posição sujeito: reverberações éticas de uma concepção do sujeito como lugar enunciativo

Simone Moschen Rickes
2007 Psicologia & Sociedade  
O artigo propõe pensar as condições de possibilidade que sustentam a emergência do lugar sujeito. Para tanto, reflete sobre as posições enunciativas, sobre os lugares sujeito produzidos pelas diferentes articulações sociais estabelecidas nos modos orais e letrados de produção, acúmulo e transmissão dos saberes, desdobrando a tese freudiana (Freud, 1920/1974), retomada por Lacan (1954-1955/1987), de que é impossível pensar o singular alijado das condições do laço social que o determina.
doi:10.1590/s0102-71822007000200003 fatcat:wxvv5utpubc57kzvdqcu465tae