Teste de repelência de óleos essenciais sobre Callosobruchus maculatus

Antonia Mirian Nogueira de Moura Guerra, Deyse dos Santos Silva, Priscila Silva Santos, Lucas Barbosa dos Santos
2019 Revista Brasileira de Agropecuária Sustentável  
Este trabalho foi realizado na Universidade Federal do Oeste da Bahia campus Barra, com o objetivo de avaliar o efeito repelente dos óleos essenciais de plantas medicinais, como método de controle do bruchidio Callosobruchus maculatus. O efeito repelente dos óleos essenciais de Capim-santo (Cymbopogon citratus) e Erva cidreira brasileira (Lippia alba) e do extrato etanólico de Malvão (Plectranthus amboinicus) foi testado sobre os adultos de C. maculatus. Os óleos essenciais foram obtidos em
more » ... ação por arraste de vapor utilizando o aparelho de extração tipo Clevenger. Já o extrato etanólico Malvão foi obtido a partir da maceração de 100g de folhas e imersão em 200 mL de etanol 70%, e após 48h foi realizada a filtragem. Utilizaram-se placas de Petri de 90mm de diâmetro contendo discos de papel filtro divididos ao meio para a aplicação dos óleos essenciais/extrato etanólico, sendo aplicados em uma das metades e na outra aplicou-se apenas água destilada como controle. Após a secagem foram liberados 10 insetos adultos não sexados, registrando, após 24h a sua distribuição. Para o estudo de repelência foram utilizadas as doses de 20, 40, 60, 80 e 100μL. Nos ensaios de mortalidade, utilizou-se um tempo fixo de 24h para a avaliação, e avaliou-se a variação nas doses dos óleos/extrato sobre a mortalidade dos insetos. Seguiu-se a mesma metodologia de aplicação dos óleos essenciais/extrato sobre discos de discos de papel filtro nas placas de Petri. Adotaram-se as doses de 0, 20, 40, 60, 80 e 100μL do óleo/extrato etanólico. Os testes foram realizados em uma temperatura ambiente de 27 ± 2 °C e uma umidade relativa do ar de 70 ± 5%. Foram estimadas as doses letais para 30, 50, 70 e 90% dos insetos adultos para cada espécie. Seguiu-se um esquema fatorial com seis repetições num delineamento inteiramente casualizado. As espécies avaliadas neste estudo apresentaram efeito repelente e potencial inseticida, causando mortalidades acima de 50% e Índices de Repelência (IR) de aproximadamente 100% sobre o C. maculatus. O óleo essencial de L. alba o foi mais eficiente nas doses superiores a 40μL ocasionando maior IR. Os óleos essenciais de C. citratus e L. alba ocasionaram mortalidades superiores a 70%. Observou-se que os óleos essenciais apresentaram toxidade aguda tópica para os gorgulhos C. maculatus: C. citratus (DL50 = 13,67μL), L. alba (DL50 = 13,28μL) e P. amboinicus (DL50 = 12,89μL). Os óleos essenciais e o extrato etanólico das plantas estudadas apresentaram toxicidade ao gorgulho-do-feijão, podendo, serem utilizados no controle desta praga durante o armazenamento
doi:10.21206/rbas.v9i3.3070 fatcat:hh5rsok5zvgjvnzbhfucon424i