GRANDE ORLÂNDIA: UMA MANIFESTA ABAIXO DA LINHA VERMELHA / Grande Orlândia: a manifest underneath Red Line (Linha Vermelha)

Helena Wilhelm Eilers
2020 Arte & ensaios  
Na virada dos anos 1990 para os anos 2000 uma série de proposições pensadas e executadas pelos próprios artistas se difunde no Rio de Janeiro. O presente artigo busca trazer a história de Grande Orlândia – Artistas Abaixo da Linha Vermelha (2003), exposição sem patrocínio, fora do circuito de museus e galerias e que reuniu mais de 100 artistas, numa mistura de exposição, festa e manifestação política. No texto a Grande Orlândia é narrada, principalmente, a partir do olhar de alguns dos artistas
more » ... alguns dos artistas participantes. É evidenciado não apenas a força do circuito independente, como os deslocamentos e pontos de contato junto ao território institucional.Palavras-chave: Arte contemporânea; Exposições; Circuito independente; Micropolítica.AbstractAt the turn of the 1990s to the 2000s, a series of propositions thought and produced by the artists themselves spread in Rio de Janeiro. This article brings the history of Grande Orlândia – artistas abaixo da Linha Vermelha (2003), an exhibition without sponsorship, outside the circuit of museums and galleries that brought together more than 100 artists. A mixture of exhibition, party and political manifestation. In the text, Grande Orlândia is narrated, mainly, from the perspective of some of the participating artists. Is evidented not only the strength of the independent circuit, but also the displacements and contact points within the institutional territory.Keywords: Contemporary art; Exhibitions; Independent circuit; Micropolitics.
doi:10.37235/ae.n39.14 fatcat:7jyaacngefds7gu2gjv5ysrogq