SUSTENTABILIDADE E A CONSTRUÇÃO DE SENTIDOS E SIGNIFICADOS PELOS ATORES DE UMA ORGANIZAÇÃO DA CONSTRUÇÃO CIVIL Sustainability and the creation of meaning and sense by actors of a civil construction organization

Graziele Laska, Harmatiuk, Samir Adamoglu De Oliveira
unpublished
Resumo O objetivo deste artigo consiste em compreender como ocorre o sensemaking e do significado de 'sustentabilidade' pelos atores de uma organização da construção civil. Como justificativa prática, este trabalho evidencia o discurso da sustentabilidade produzido e reproduzido dentro da organização e para seus stakeholders, que pode ser interpretado como recurso estratégico ou substancialmente retórico. O delineamento do estudo foi de abordagem qualitativa, a temporalidade foi seccional com
more » ... foi seccional com perspectiva longitudinal, para possibilitar o resgate histórico e retrospectivo do fenômeno abordado com início em 2006, quando a organização em estudo ingressou no mercado da BM&FBOVESPA, até o ano de 2015, quando se finalizou a coleta. Para análise qualitativa do material empírico proveniente das 12 entrevistas realizadas, utilizou-se o método de análise de conteúdo da íntegra das transcrições. A análise evidenciou que os atores organizacionais construíram sentido considerando as experiências anteriores e ocorreu uma falta de conformidade do significado atribuído ao termo "sustentabilidade". Por meio do estudo realizado foi demonstrado que, nesse momento, a organização apresenta dificuldade em agregar discurso e prática aos aspectos da sustentabilidade. A principal conclusão desta pesquisa foi a de que o processo de construção de sentido ocorreu e ocorre na organização em estudo devido ao fato de que os atores sociais estão relacionados aos processos na medida em que os influenciam e são por eles influenciados. Palavras-chave: sustentabilidade, construção de sentidos, sensemaking. Abstract The purpose of this article is to understand the construction of meaning sensemaking of "sustainability" by actors of a civil construction organization. As a practical justification, this paper highlights the sustainability discourse produced and spread within the organization and to its stakeholders, which can be understood as a strategical or substantially rhetorical resource. The study designs a qualitative approach, with a sectional temporality and a longitudinal perspective, to enable a historical and retrospective view of the phenomenon, starting in 2006, when the organization began participating in BM&FBOVESPA, until 2015. For a qualitative analysis of the empirical data from 12 interviews, the authors used content analysis of the complete transcriptions. Data analysis highlighted that the organizational 1 Possui Mestrado em Administração pela Universidade Positivo-POSITIVO, Brasil. Graduação em Economia pela mesma universidade.
fatcat:jbxxeuyaczdr3eg532unnq6m7m