Biologia, visitantes florais e potencial melífero de Tapirira guianensis (Anacardiaceae) na Amazônia Oriental

Marília Moreira Fernandes, Giorgio Cristino Venturieri, Mário Augusto Gonçalves Jardim
2012 Revista de Ciências Agrárias  
RESUMO: Tapirira guianensis Aubl. é uma espécie arbórea, dioica, abundante nas florestas secundárias da Amazônia Oriental. Foram investigadas a biologia floral e a abundância e a riqueza dos visitantes florais, buscando informações para evidenciar o caráter generalista e a influência do tamanho dos insetos na visitação e no potencial melífero da espécie. O estudo foi realizado no Campus Experimental da Embrapa Amazônia Oriental, em Belém-PA, Brasil. Foram analisadas a fenologia e a morfologia
more » ... ia e a morfologia floral, e realizados o teste de receptividade estigmática e as medições do volume e concentração de néctar, além da coleta e da identificação de visitantes florais. T. guianensis possui alta receptividade de estigma, ficando exposta aos visitantes por seis dias. Possui néctar com concentrações médias de açúcares nas flores estaminadas e pistiladas de 36,05 e 13,75% e volumes médios de 1,07 e 1,68 µL/flor, respectivamente. O volume do néctar por flor é considerado alto quando comparado ao de outras espécies de Anacardiaceae e sua concentração média é apreciada pelas abelhas. As ordens Hymenoptera, Hemiptera e Diptera apresentaram maior abundância, destacando-se a família Apidae com maior riqueza. O mais abundante visitante e potencial polinizador foi Trigona williana, em decorrência da presença de um ninho próximo aos indivíduos estudados; no entanto, esse fenômeno necessitará de futuros estudos para avaliar o nível de interferência da proximidade de ninhos naturais na visitação das plantas. T. guianensis é uma espécie primariamente melitófila, com recursos disponíveis para atrair uma grande diversidade de visitantes pequenos e generalistas, que poderão contribuir com a polinização. ABSTRACT: Tapirira guianensis Aubl. is a dioecious tree that is abundant in the secondary forests of Eastern Amazon. Floral biology, abundance and diversity of floral visitors were investigated for information that could show the generalist pollination characteristic of the tree, the abundance of small visitors and the great melliferous potential of this species. The research was carried out in the Experimental Campus of 'Embrapa Amazonia Oriental', Belem, State of Para, Brazil. Phenology, floral morphology, stigmatic receptivity, volume and concentration of nectar were investigated; in addition, floral visitors were collected and identified. T. guianensis presents high receptivity of stigma, being continuously exposed to visitors for six days. It presents nectar with mean concentrations of sugars in the staminate and pistillate flowers of 36.05 and 13.75% and average volumes of 1.07 and 1.68 µL/flower, respectively. The volume of nectar per flower is considered high compared to other Anacardiaceae species and average concentration is suitable for medium-sized bees. The orders Hymenoptera, Hemiptera and Diptera were more abundant, especially the family Apidae, which presented grater richness. The most abundant visitor and potential pollinator was Trigona williana, due to the presence of a nest close to the studied area; however, this phenomenon requires further studies to assess the level of interference from the proximity of natural nests in the pollination process of the plants. T. guianensis is a primarily melittophilous species with plenty of resources to attract a wide variety of small and generalist visitors that could contribute to pollination.
doi:10.4322/rca.2012.058 fatcat:plwunzmvdfh7bhjdfex3rze3ke