A CARTA ABERTA DE CAMARGO GUARNIERI

R Fap, Curitiba
unpublished
RESUMO: Este artigo analisa a "Carta aberta aos músicos e críticos do Brasil", escrita pelo compositor Camargo Guarnieri em dezembro de 1950, documento de grande repercussão na época e que continua suscitando debates até hoje. Para uma melhor compreensão do contexto da Carta aberta, fazemos uma apresentação do panorama musical do Brasil envolvendo a disputa em torno das idéias de nacionalismo e vanguarda na década de 40. O artigo também discute as opiniões sobre a Carta aberta encontradas na
more » ... a encontradas na bibliografia de história da música, colocando-se criticamente em relação a elas e propondo novas interpretações. Para tanto, o conteúdo da carta é analisado, procurando ressaltar seu caráter político e ideológico. PALAVRAS-CHAVE: Camargo Guarnieri; nacionalismo musical; dodecafonismo. Na virada do ano de 1950 para o de 1951, o meio musical brasileiro envolveu-se num grande e polêmico debate sobre a validade de certas técnicas de composição de vanguarda. Compositores, críticos musicais, críticos de arte, jornalistas e militantes comunistas discutiram amplamente pela imprensa o uso da técnica dodecafônica de composição, dividindo-se entre os que defendiam a pesquisa estética (e conseqüentemente o livre uso desta ou de qualquer outra técnica de composição) e aqueles que consideravam a música dodecafônica uma ameaça à identidade musical do país. O fato de que uma discussão tão técnica tenha tomado páginas e páginas da imprensa da época revela o quanto o valor da música era diferente naquele momento histórico. Isso causa estranheza a leitores do século XXI, acostumados à superficialidade da crítica musical da imprensa deste tempo. No início da década de 1950 a questão da modernização do país preocupava a maioria das cabeças, mas tal modernização não podia ser desvinculada da questão da formação de uma identidade cultural nacional na qual a música desempenhava papel primordial. O debate foi iniciado pela publicação de um manifesto do compositor Camargo Guarnieri. Trata-se da Carta aberta aos músicos e críticos do Brasil, texto assinado em 7 de novembro de 1950, impresso e enviado a vários músicos de destaque em todo o Brasil, a escolas de música e a órgãos de imprensa. Em 17 de dezembro o texto foi publicado no jornal O Estado de São Paulo. O texto foi publicado em vários outros periódicos, inclusive na revista comunista Fundamentos.
fatcat:e43bip2xm5ae5nadwzanyiw6ou