A VISÃO DOS ALUNOS SOBRE O USO DO FACEBOOK COMO FERRAMENTA DE APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO FÍSICA

Heraldo Simões Ferreira, Mabelle Maia Mota
2014 Revista FSA  
Editora-chefe: Dra. Marlene Araújo de Carvalho/Faculdade Santo Agostinho Artigo recebido em 18/11/2013. Última versão recebida em 04/12/2013. Aprovado em 05/12/2013. Avaliado pelo sistema Triple Review: a) Desk Review pela Editora-Chefe; e b) Double Blind Review (avaliação cega por dois avaliadores da área). RESUMO Diante da popularização das Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC), o computador chegou às escolas como ferramenta de ensino aprendizagem. Através da utilização de jogos
more » ... ação de jogos educativos, enciclopédias virtuais, digitação de textos, participação em redes sociais ou até mesmo através do uso de softwares, criaram-se novas formas de transmissão dos conteúdos pedagógicos, ampliando o acesso à informação e reconfigurando o espaço escolar (SENA, 2011) . Pensando no uso das TICs para complementar as atividades feitas em aulas teóricas e práticas na Educação Física, levantamos o seguinte questionamento: o uso da rede social pode ter uma boa influência na aprendizagem do aluno? Para tal, objetivamos verificar a percepção do aluno acerca do uso do facebook como ferramenta de na disciplina de Educação Física. A pesquisa de campo é de caráter qualitativo, na qual os alunos responderam a uma pergunta discursiva sobre sua percepção acerca do uso da rede social, complementando as atividades em sala de aula. O estudo foi realizado com oitenta e nove alunos de 8º ano do Ensino Fundamental, de uma escola pública estadual em Fortaleza, que tem aulas teóricas e práticas de Educação Física, cuja professora, através de um grupo no facebook, passou atividades complementares utilizando vídeos, comentários, jogos, imagens, etc., relacionados ao conteúdo estudado nas aulas presenciais. Os responsáveis pelos alunos foram informados sobre os objetivos da pesquisa, autorizando sua participação. As respostas dos sujeitos da pesquisa foram lidas, analisadas e separadas em categorias de discurso. Muitos foram os relatos positivos da experiência, mencionando o aumento do interesse e da compreensão do conteúdo, a atração e motivação pela novidade, a relação teoria e prática de forma mais clara, um espaço para sanar dúvidas e mostrar opiniões, além da transformação de um ambiente virtual, antes muito utilizado somente para diversão e construção de relações. As respostas também apontaram a dificuldade de acesso à internet por alguns alunos, que foi tratada como um ponto negativo por parte deles. Diante dos relatos, verificamos que o uso do facebook pode ser sugerido como ferramenta de aprendizagem nas aulas de Educação Física, levando em consideração a disponibilidade de acesso à internet do aluno, devido às muitas vantagens que o mesmo apresenta estreitando a relação entre professor, aluno e conteúdos da disciplina. Palavras-chave: TICs. facebook. Educação Física. ABSTRACT Before the popularization of Information Technology and Communication (ICT), the computer came to schools as a teaching learning tool. Through the use of educational games, virtual encyclopedias, text typing, participation in social networks or even through the use of software have created new forms of transmission of educational content expanding access to information and reconfiguring school space (SENA, 2011) . Thinking about the use of ICTs to complement the activities made in theoretical and practical classes in physical education, we raise the following questions: the use of social networking can have a good influence on student learning? To this end, we aimed to verify the student's perception about the use of facebook as a tool in Physical Education. Field research has qualitative character, in which students answered a discursive question about their perception towards the use of social network complementing the activities in the classroom. The study was conducted with eightynine students of 8th grade of elementary school in a public school in Fortaleza that has both classroom and physical education whose teacher through a facebook group, has complementary activities using videos, reviews, games and pictures, related to the contents studied in the classroom. The heads of the students were informed about the research objectives authorizing their participation. The responses of the subjects were read, analyzed
doi:10.12819/2014.11.1.10 fatcat:tzx6wbhlxrcazdke5ga77rck5u